24 de outubro de 2014
Giro de Notícias
Santa Cruz vence o Sampaio Correia e é campeão da Série C

Santa Cruz vence o Sampaio Correia e é campeão da Série C

Tinha de ser na base da dramaticidade, da emoção. Mas o que vale é que a torcida do Santa Cruz pode soltar o grito da garganta: “É campeão!”. Pela primeira vez nos seus 99 anos de história, o Tricolor do Arruda celebra a conquista de um título nacional. Jogando um futebol de garra e determinação, o Santa Cruz venceu o sampaio Correia por 2×1, no Arruda, sagrando-se campeão da Série C. O título foi um prêmio ao grupo comandado pelo técnico Vica, que se dedicou ao máximo para conquistar o acesso e não se deu por satisfeito. Foi em busca do troféu e conseguiu.

Nos duelos contra o Sampaio Correia, o Santa Cruz conseguiu arrancar o 0x0 no primeiro duelo, no Maranhão. Na segunda partida, o Tricolor abriu uma vantagem de 2×0, com gols de Dedé e Flávio Caça. Tudo já era festa no Arruda. Mas o Sampaio Correia valorizou e muito a conquista coral. O time maranhense diminuiu o placar, através de Cleitinho. Se fizesse o empate, o título mudava de endereço. Mas o Santa Cruz conseguiu garantir o resultado com muita garra e determinação. Festa tricolor no Arruda, no Recife e em todo Estado.

O JOGO

O Sampaio Correia, jogando fora de casa, buscou o ataque. Usou as laterais para ir à frente e desarticular a defesa coral. O time tocou a bola, mas faltou mais poder de penetração. O sistema defensivo do Tricolor esteve bem postado. E quando vacilou, Tiago Cardoso esteve atento. E quando esteve no ataque, o Santa Cruz ofereceu mais perigo. A melhor chance aconteceu aos 16 minutos. Dedé tocou para Caça-Rato, que fez o pivô e tocou voltando para Dedé. O volante cruzou voltando para o atacante na área, sem marcação. Caça-Rato “furou” e perdeu ótima chance.

O time maranhense foi ao ataque com perigo duas vezes. Aos 23, o lateral Toti bateu cruzado e Tiago Cardoso espalmou. Depois, Cleitinho, num rápido contra-ataque, cortou do marcado e chutou fraco, para fora. O Santa Cruz não perdeu as rédeas do jogo e abriu o placar aos 33 minutos. Sorriso arriscou de longe, o goleiro espalmou e Dedé, livre, abriu a vantagem para o Santa Cruz. O Tricolor ainda teve outra chance de ampliar. Aos 40, após cobrança de escanteio, Sorriso cabeceou sozinho e o goleiro fez boa defesa. Já o Sampaio foi à frente, mas não conseguiu perturbar o goleiro coral.


Dedé (D) marcou o primeiro gol da vitória do Santa Cruz sobre o Sampaio Correia/Foto: Guga Matos/JC Imagem

A vantagem, sem dúvida, era importante. Mas ao mesmo tempo perigoso. Afinal, o Sampaio Correia precisva apenas fazer um gol para ficar com o título. Mas o Santa Cruz tratou logo de afastar o perigo. Menos de um minuto de jogo, Renatinho roubou a bola na intermediária e rolou para Flávio Caça-Rato. O atacante desviou do goleiro e foi para a galera: “Eu estou aqui, eu estou aqui”. É o CR7 do Arruda parafraseando o CR7 português.

A torcida já começou a fazer a festa e o time coral perdeu o foco. O time coral afrouxou um pouco a marcação e deu espaços para o Sampaio Correia crescer no jogo.  Aos 33 minutos, Cleitinho foi lançado na direita, invadiu a área e fuzilou Tiago Cardoso. O gol do Sampaio Correia deixou o Arruda em silêncio. Até porque o adversário cresceu, foi para cima. Júnior Chicão chutou forte e obrigou o goleiro Tiago Cardoso a fazer boa defesa.

Mas o Santa Cruz  recuperou a pegada. O time tricolor se fechou no sistema defensivo e foi na base do “bola para o mato que o jogo é de campeonato” que o resultado foi mantido e a torcida do Tricolor fez a maior festa no Arruda.

Ficha do jogo

Santa Cruz – Tiago Cardozo, Oziel, Everton Sena, Renan Fonseca e Tiago Costa (Panda); Sandro Manoel, Dedé, Luciano Sorriso (Leo) , Natan e Renatinho; Flávio Caça-Rato (Siloé0. Técnico: Vica.

Sampaio Correia – Rodrigo, Toti, Robinho, Mimica (Rayllan) e Aírton; Jonas, Eloir, Arlindo Maracanã e Cleitinho; Lucas (Edgar) e Leandro (Júnior Chicão). Técnico: Flávio Araújo.

Comente esta notícia usando Facebook, Yahoo, AOL ou Hotmail:

Os comentários estão fechados.