Publicidade

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, desembargador José Ricardo Porto admitiu que as eleições municipais podem ser adiadas, caso até um mês antes do pleito a situação não tenha sido contornada, uma vez que, todo o processo eleitoral é realizado dentro de um cenário que envolve reuniões de pessoas em comícios, campanha corpo a corpo, convenções, entre outros fatores, que estão proibidos hoje, pelos órgãos de Saúde.

Contudo, o presidente disse que o momento não é adequado ainda para tomar as decisões oficias sobre a realização das eleições, e que dá para aguardar o desenrolar dos fatos respeitando o calendário eleitoral.

As eleições deste ano começam no dia 04 de agosto, com o início das campanhas eleitorais, e no  04 de outubro, dia da votação.

“É preciso, antes tudo, ter equilíbrio, sensatez e bom senso. Caso o Covid-19 não seja debelado até um mês que antecede as eleições, e o clima continue de intranquilidade e desesperança, teremos um fato real e concreto que possibilite realmente se deliberar a respeito do adiamento das eleições”, externou o desembargador

Comente usando o Facebook

Publicidade