Publicidade

Walfran Nogueira, tio do assassino confesso Patrick Nogueira e irmão de uma das vítimas, prestou depoimento na quinta-feira (25). Julgamento da ‘Chacina de Pioz’ segue até a próxima semana.

“Como você pode ter feito isso com o Marcos? Deveria ter feito comigo, Marcos era bom”. Walfran Nogueira, tio de Patrick Nogueira, assassino confesso da família brasileira na Espanha, confrontou o sobrinho durante seu testemunho no júri popular em Pioz. Walfran Campos Nogueira foi o primeiro parente do réu a depor no julgamento, na quinta-feira (25).

Marcos Nogueira, Janaína Américo e os dois filhos do casal foram encontrados mortos por Patrick Nogueira na Espanha em 2016 — Foto: Reprodução/Facebook/Janaina Diniz Diniz

Marcos Nogueira, Janaína Américo e os dois filhos do casal foram encontrados mortos por Patrick Nogueira na Espanha em 2016 — Foto: Reprodução/Facebook/Janaina Diniz Diniz

O julgamento do réu, que tem 21 anos, acontece em Guadalajara, dois anos e cinco dias depois da prisão dele, e vai até o dia 31 de outubro, data para leitura do veredicto. A previsão era que mais de 30 pessoas fossem ouvidas nesta quinta. As sessões do julgamento acontecem pela manhã e à tarde.

Comente usando o Facebook

Publicidade