domingo, setembro 24, 2023
spot_img
HomePolicialPolícia Federal e Gaeco cumprem mandados de prisão e de buscas contra...

Polícia Federal e Gaeco cumprem mandados de prisão e de buscas contra esquema de fraudes em licitações

Quatro pessoas foram presas preventivamente durante a segunda fase da operação ‘Festa no Terreiro’ desencadeada na manhã desta terça-feira (15), na Paraíba. Conforme apurou o ClickPB, a operação é realizada pela Polícia Federal com apoio do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Entre os presos está o prefeito do município de São Mamede, Dr Jefferson.

O objetivo é combater esquema de direcionamento de licitações, desvios de recursos públicos, corrupção e lavagem de dinheiro. De acordo com a PF, além dos mandados de prisão preventiva, foram cumpridos seis mandados de busca e apreensão, sendo cinco no município de Patos e um no município de São Mamede, ambos no Sertão do estado.

Também foi determinado o afastamento de dois servidores de seus cargos públicos e o sequestro de bens no valor equivalente a R$ 5.187.359,94 (cinco milhões, cento e oitenta e sete mil, trezentos e cinquenta e nove reais e noventa e quatro centavos). Todas as medidas judiciais foram determinadas pelo desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos do Tribunal de Justiça da Paraíba.

Quem são os alvos dos mandados de prisão

Segundo apurou o ClickPB, os alvos dos mandados de prisão preventiva da operação desencadeada hoje pela manhã são Umberto Jefferson de Morais Lima (Dr Jefferson), Josivam Gomes Marques, Maxwell Brian Soares de Lacerda, além de um outro alvo ainda em buscas.

Os crimes investigados durante a operação são frustração do caráter competitivo de licitação, violação de sigilo em licitação, afastamento de licitante), fraude em licitação ou contrato, peculato, corrupção passiva e corrupção ativa, além de lavagem de dinheiro.

Quando começou a operação

No segundo semestre de 2021 a sexta fase da operação Reicidiva, intitulada de ‘Bleeder’ investigou uma série de esquemas de fraudes em licitações no estadoMeses depois, a Bleeder culminou com uma outra operação, a ‘Festa no Terreiro’, com foco em fraudes no sertão do estado. De acordo com a PF, o nome da operação se dá após investigações apontarem para o uso do termo por agentes públicos do município de São Mamede, entre eles o próprio prefeito, nos dias em que ocorriam licitações fajutas.

Durante a primeira fase da operação, em março de 2022, foram cumpridos 11 mandados de busca e apreensão, sendo dez no município de Patos e um em João Pessoa. Naquela época, um dos fatos que mais chamou atenção da sociedade foram os mais de R$ 150 mil ilícitos encontrados juntos a uma oração. De acordo com a Polícia Federal, o prejuízo aos cofres públicos é estimado em aproximadamente R$ 8 milhões.

RELEMBRE A OPERAÇÃO FESTA NO TERREIRO:

VEJA IMAGENS DA OPERAÇÃO FESTA NO TERREIRO 2:

ClickPB

Comente usando o Facebook

DESTAQUES
spot_img
spot_img

Popular

plugins premium WordPress