IC3

Grupo deve responder por abrir caixão de suposta enterrada viva

  • por

As pessoas que abriram o túmulo de uma mulher mais de 10 dias após o sepultamento, por acreditarem que ela tinha sido enterrada viva, devem responder por violação de urna funerária, crime que está previsto no artigo 210 do Código Penal, com pena de reclusão de um a três anos. O caso ocorreu no município de Riachão das Neves, no oeste do estado.Continue a ler »Grupo deve responder por abrir caixão de suposta enterrada viva