COLUNA DE ROCHA: DEPOIS DO FIM.

(Estados Unidos da América, 19 de novembro de 2012)
Nos últimos dias dos seu primeiro mandato e já reeleito para o  segundo, o presidente Barack Obama deixa a Casa Branca com sua esposa Michelle e as duas filhas, Sasha e Malia, para nunca mais voltarem ali. Viajam em um helicóptero que ele mesmo pilota em direção a Cabo Canaveral, Centro Espacial Kennedy, onde um foguete os espera para embarcarem juntamente com uma família russa, rumo à estação orbital ISS (International Space Station ou Estação Espacial Internaciona). A intenção era fazer dela, uma nova Arca de Noé, onde poderiam esperar até cinco anos, por condições de voltarem à Terra, pois as previsões para dois dias depois eram de destruição de toda e qualquer possibilidade de alguém sobreviver ali. A família russa, além do casal jovem, levava dois filhos. Se tudo corresse conforme o previsto, quando adultos, dariam início ao repovoamento da Terra, juntamente com as filhas de Obama.

O presidente, secretamente, havia aprendido todos os procedimentos para o lançamento do foguete, sem ajuda direta. Já estavam na plataforma, quando recebeu uma chamada no seu aparelho presidencial, informando que a família russa sofrera um  grave acidente à caminho de Washinghton e que não poderia estar presente, para o embarque. Essa era uma péssima notícia, já que o foguete estava programado e deveria ser lançado na hora exata. Só assim a espaçonave entraria em órbita, seguindo rumo à estação espacial, sem incidentes.

-Deveria ter um plano B, Obama!… _ Reclama Michele _ Não tem sentido algum embarcamos sem os garotos russos.

-Tudo isso foi preparado às pressas, meu amor…  _ Ele explica, sereno _ Somente nos últimos dias, a pressão no centro da Terra deu sinais de que vai aumentar muito, o que confirma a profecia Maia. Você sabe que eu não acreditava em nem uma vírgula nessa história, por não ter nenhum embasamento científico para os dias atuais, mas vai acontecer. Agora, pelo menos, poderemos embarcar e salvar nossas vidas. Pode ser que  alguém sobreviva aqui, apesar de tudo o que está previsto…

-Também pode ser que não! _ retruca sua esposa, em tom descontente _ Ainda temos algum tempo, ligue pra alguém que tenha filhos homens, jovens, saudáveis…
-Não seria fácil convencer alguém sobre a profecia e, menos ainda, a entrar com sua família, nesse foguete assim, de repente, para partirmos rumo ao completamente desconhecido.

-Sendo assim, eu sugiro que voltemos e enfrentemos a situação juntos do nosso povo americano e de toda a humanidade. Temos responsabilidades… _Diz ela.
-Sei disso, mas ainda prefiro garantir a nossa sobrevivência, Michelle. Não temos nem mesmo o direito de optar pela nossa morte, quando dispomos de todas as condições para nos salvar. Pense que essa pode ser a vontade de Deus, para a continuação da humanidade…

-E depois você teria filhos com suas próprias filhas, Barack? É isso o que você quer? Francamente!…
-No início foi quase assim, não foi? E hoje temos a vantagem da informação, do conhecimento. Elas poderão ter filhos, sem a necessidade de conjunção carnal, por inseminação…

-Um banco de sêmem nessa maldita estação orbital; talvez devesse ser esse o plano B dessa operação… _ Ela comenta, percebendo que não conseguia abalar a serenidade do marido.

-Bom, minhas queridas: na qualidade de presidente de todo o povo americano, inclusive de vocês, eu deveria decidir pelo embarque e ponto final. Mas, democraticamente, quero propor que todos votemos e façamos valer a vontade da maioria aqui presente…

-Então, deveríamos debater a questão entre nós e com as crianças, para que elas votem mais conscientemente, não acha? _ Pergunta Michelle.

-Elas não tem falado muito, mas tem ouvido tudo o que conversamos nos últimos dias. Já devem ter uma opinião bem formada sobre o assunto. Isto posto, o meu voto vai pelo embarque imediato. E vocês, senhoritas Sasha  e Malia, o que preferem fazer?
Uma hora e meia depois, devidamente trajados com suas roupas espaciais, toda a família se acomoda no módulo do foguete, a microcápsula de uma nave interna que os levaria até a órbita do planeta.
Barack segue as instruções que recebera da NASA e inicia-se a contagem regressiva para, um minuto depois, começarem as explosões nos motores de propulsão nuclear do foguete…

-Já à bordo da ISS, a família Obama não tem muito tempo para reclamar das mudanças bruscas, pois era maior a expectativa sobre o que aconteceria na Terra, em torno da qual, giravam uma vez a cada duas horas. Apesar de o dia seguinte ter transcorrido normalmente, os geólogos ainda informavam ao presidente que a enorme pressão no interior do planeta, a qualquer momento produziria terremotos de magnitudes nunca antes imaginadas e com eles, os maremotos e as inundações. Já não havia nenhuma esperança de reversão daquele processo, segundo os melhores cientistas do EUA. Assim, o dia 20 de novembro transcorreu em aparente normalidade, mas, às 11:27h de 21 de novembro, todos os vulcões inativos, conhecidos e desconhecidos na terra e nas profundezas dos oceanos entraram em erupção ao mesmo tempo. Rapidamente as águas dos mares se esbranquiçaram e, antes que a fumaça dos vulcões envolvessem todo o planeta, foi possível, mesmo do espaço e a olho nu,  avistarem vários pontos de enormes rachaduras nos continentes e em poucas horas, todos eles sendo cobertos pelas águas.
No fim do que seriam três horas da tarde nos EUA, já não era mais possível visualizar nenhum ponto do planeta entre a densa nuvem de fumaça negra que se formou em torno dele.

-É muito difícil, quase impossível que alguém tenha sobrevivido a isto… _ Comenta Michelle, abraçada ao marido e às filhas, todos com lágrimas nos olhos. E, completa: _ Se por algum grande milagre, alguém escapou, não escapará das consequências.  Isso significa, meus amores, que somos agora, os únicos humanos vivos em todo o universo conhecido. _ E todos choram…

Dois anos e meio depois, começa a surgir abaixo deles, um novo planeta, muito mais azul, mais claro. Apenas uma pequena parte da América do Sul estava à vista, Onde existiam os demais continentes, via-se poucas  ilhas, formadas pelo que eram antes, regiões montanhosas.

-A tendência é que, de novo, o magma no interior da terra façam surgirem novos continentes. As montanhas crescem como árvores e, em alguns poucos milhares de anos,  haverá condições para que o planeta possa ser repovoado, com muito espaço para todos. Temos agora, a chance de começar do zero, num planeta que existirá para as pessoas e as pessoas pra ele, como deveria ter sido, desde sempre…

-No quinto ano, conforme fora planejado no início, eles voltam, pousam suavemente a nave anfíbia no mar, próximo ao que restara da América do Sul e depois seguem com ela, para a terra firme, onde algumas plantas rasteiras já começam a dar sinais de vida, alguns pássaros curiosos os observam no ar, insetos vêm ao seu encontro e os peixes fazem malabarismos no mar, como se saudassem felizes, a sua chegada. Muito animado com o que encontraram, Obama grita:

-Vamos sobreviver, pessoal, não tenham dúvidas!!! Passaremos as noites na nave e cultivaremos a terra durante os dias, com as sementes que trouxemos da estação.
Depois, à sós com Michelle, demonstrando grande preocupação, Barack comenta:  _ O complicado disso tudo será a nossa própria reprodução… Apesar de ser necessário, já que não há outro jeito, não me agrada nem um pouco a ideia de ser o pai dos meus netos, ainda que eu não tenha que ter nenhum contato físico com as meninas.
E Michelle o surpreende, com a notícia:

-Talvez não precise, querido! Sabendo que estava chegando a hora de voltarmos à Terra e que isso seria muito difícil pra você, nos últimos meses parei de tomar os cuidados para não engravidar e parece que deu certo. Pelo menos, os sintomas são os mesmos de quando engravidei das outras vezes… _ E com um lindo sorriso em seu rosto, ela completa: _ Com isso, existe uma chance de termos um menininho.

Acabou sendo ainda melhor do que imaginavavam: Alguns meses depois, a última  primeira dama do Estados Unidos da América dá à luz dois garotões fortes, que crescem saudáveis e, como no início de tudo, geram filhos e filhas em um ambiente totalmente saudável, sem estresse, sem poluição alguma e eles vivem centenas de anos e também geram dezenas de outros descendentes preocupados em viverem simplesmente, sem a ilusão de dominarem a natureza, nem aos outros humanos com a recriação de tecnologias nem do dinheiro  e, principalmente, sem a ideia opressora e tão prejudicial ao sentimento de humanidade, que é o PODER.

Antes de morrer, Barack deixa-lhes uma lição para todo o sempre. Ele diz: Vivam!… Simplesmente vivam e deixem por conta de Deus, todo o PODER…
Isso, sem sequer imaginar que a informação sobre a destruição completa da vida humana no planeta naquela data, que tinha como base apenas a sétima profecia Maia, no resto fora inventada pelos seus opositores, em acordo com seu vice e reforçada por alguns cientistas de renome, os quais pretendiam acusá-lo de covardia ao fugir sem avisar à humanidade. Assim, tomariam seu lugar e dariam início aos seus planos macabros de começarem a terceira guerra mundial, numa nova tentativa de dominar tudo e escravizar todo o povo…

 

 

 

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress