COLUNA DE ROCHA: POLÍTICA E POLITICAGEM

 

POLÍTICA E POLITICAGEM

”Político honesto não existe!”,  “Eu odeio política!” Quando falamos em política, já o fazemos esperando ouvir essas afirmações e quem diz estas coisas, acredita que os políticos se importam ou se ofendem com a opinião do povo sobre eles ou com o desinteresse das pessoas pela política, mas isto é tudo que os maus políticos querem:  que o povo, por considerá-los um caso perdido, não se interesse, não participe e não queira ingressar na política, para não se sujar.

O fato é que existem sim, políticos honestos, bem intencionados, competentes; aqueles que conseguem acesso ao cargo, levados até ele por eleitores conscientes, que os escolhem pelos seus trabalhos e nunca, por alguma promessa, ajuda ou favor e Luiz Couto, deputado federal pela Paraíba é um desses que se mantém no cargo porque mantém seus eleitores sempre informados sobre suas ações, no Congresso Nacional. Ou seja: quanto mais eleitores conscientes tivermos, melhores políticos elegeremos.

Eu era desses que achava política uma coisa chata e muito distante da minha vida pessoal. A caminho da urna, ganhava chaveiros, canetas, bonés e votava pelo brinde mais simpatiquinho. Depois fui percebendo que o voto e as urnas funcionam como filtros de ar e que quanto melhor eu filtrasse minhas escolhas, melhor e mais puros seriam os ares políticos à minha volta, pra mim e pra sociedade.

Outro dia o ex-presidente Lula falou sobre isso, numa mensagem para a juventude:

_”Você que diz não gostar de política, precisa conhecê-la melhor, deve participar mais e talvez descubra que o melhor político para governar a sua vida não está dentro de mim nem dentro da presidenta Dilma… Você pode descobrir que ele está aí, dentro de você!”

As pessoas indignadas precisam disseminar sua indignação e contagiar as outras,  para trocarem rapidamente os oportunistas politiqueiros de carreira, por políticos BONS!

Enquanto isso não acontece, vamos cobrar, vamos cobrar!

 

PORQUÊ NÃO???

 

Bem que o povo podia pensar,

Sobretudo, tentar entender,

O que será que só faz cegar,

Essa gente que está no poder.

 

No que pode ser feito e não se faz,

O poder que só gera sofrer,

Se essa gente que pena demais

Foi quem lhes concedeu tal poder…

 

Eles querem manter bem ruim,

Pra poder parecer que são bons,

Semear sua esmola e assim,

Como troco, colher gratidão…

 

Se pro povo estiver tudo bem,

Encarece demais a eleição,

Pois terão de gastar mais de cem,

Com quem só lhes custava um tostão…

 

Mas, só muda se o povo mudar!

Essa é a conclusão a que chego.

Ninguém vai precisar se humilhar,

Quando todos tiverem emprego.

 

Precisamos parar de esperar,

Externar logo a indignação,

Se eles podem e não querem mudar,

Tem que nos responder:

PORQUÊ NÃO???

 

Precisamos parar pra pensar,

E não basta pensar, sem ação.

Se eles têm o poder pra mudar,

Têm também pra dizer PORQUÊ NÃO…

 

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress