Publicidade

Já foram reprovadas as contas de 2009, 2011 e agora de 2010.

O Tribunal de Contas da Paraíba, reunido nesta quarta-feira (20), emitiu parecer contrário à aprovação das contas de 2010 apresentadas pelo ex-prefeito de Ingá, Luiz Carlos Monteiro da Silva, a quem impôs débito superior a R$ 324 mil por despesas irregulares. Ainda cabe recurso da decisão tomada conforme proposta do auditor Renato Sérgio Santiago Melo, relator do processo.

LulaDa gestão do ex-prefeito Luis Carlos Monteiro da Silva, Lula, já foram desaprovadas as contas dos anos de 2009, por irregularidades que incluíram gastos sem comprovação documental com a folha de pagamento do funcionalismo e com prestadores de serviços. O prefeito, que ainda respondeu por transferências não confirmadas de recursos para entidades diversas, tem 60 dias para devolução voluntária de R$ 513.228,94  aos cofres municipais, sob pena de cobrança executiva.

Também foram desaprovadas as contas do ano de 2011,por aplicações insuficientes de recursos do Fundeb em Remuneração e Valorização do Magistério (RVM) e, também, em Manutenção e Desenvolvimento do Ensino (MDE) levaram o Tribunal de Contas da Paraíba à emissão de parecer contrário à aprovação das contas de 2011.

Com esta decisão de hoje do TCE, 20 de novembro de 2013, o ex-prefeito Lula já coleciona a desaprovação de suas contas relativas aos anos de 2009, 2010 e 2011, faltando apenas a de 2012. Além da condenação por improbidade administrativa em primeira instância por conta de problemas com a merenda escolar e condenado na ação eleitoral, que cassou seus direitos políticos.  Das decisões cabem recursos e seus advogados já recorreram em algumas delas.

topo-site-oficial-300x53

Comente usando o Facebook

Publicidade