Publicidade

A direção da Escola Municipal João Vicente de Brito, localizado na Serra do Cabral, município de Mogeiro, suspendeu as aulas desde o início da semana em razão de uma ameaça de chacina feita via redes sociais contra a diretora, professores e alunos.

A postagem ameaçadora cita nominalmente a Sra. Luiza, diretora da escola, que supostamente teria denunciado a Polícia Federal as páginas fakes criadas no Facebook e grupos de whatsApp que estão difamando moradores do município de Mogeiro. 

Desde domingo que uma pessoa maníaca (ou várias), de forma oculta, cria páginas falsas com o intuito de detratar casais, homens, mulheres, adolescente e até pessoas que já morreram. 

As pessoas prejudicadas levaram os fatos ao conhecimento do Ministério Público e Polícia Civil de Itabaiana, que já está em ação rastreando os difamadores.    

O difamador oculto usa a tática de criar páginas falsas no facebook e cria grupos de whatsapp para divulgar listas difamatórias, em seguida desmancha a página e grupo para depois criar novamente com outro nome. 

O Ministério Público alertou que as pessoas que entraram nos grupos, mesmo por curiosidade, e passaram a compartilhas as listas difamatórias deverão também responder processo. 

Dr. Felipe Castelar está a frente das investigações e a qualquer momento o autor das ameças deverá ser revelado. 

Inga Cidadão 

 

Comente usando o Facebook

Publicidade