Nossos parabéns às mulheres Ingaenses

O Inga-cidadao em homenagem às mulheres publica um bonito artigo escrito por Joselânea Rafael Alves, servidora do judiciário da Comarca de Ingá. Na foto, ao lado das colegas de trabalho do fórum. (pela ordem)  Mércia, Ana, Joselânea, Cleonice, Lêda, Tereza, Mariana, Rosângela e Diana, as quais representam aqui, as mulheres ingaenses.

Indicado para homens e mulheres.

Leeiam e reflitam.

Dia 08 de março, a mulher ideal.

Graça e paz.

Quero expressar a alegria de falar sobre as mulheres neste dia especial.

Mas que palavras usar que enalteçam a alma feminina, senão, usar as palavras que os nossos irmãos usaram eloqüentemente na Bíblia Sagrada?

Se vamos homenagear as mulheres, vamos começar falando de mulheres notáveis, obreiras da igreja, que se destacaram por seu serviço nos ministérios femininos. Aqueles que são admiradores, aqueles que as elegeram como companheiras, mulheres virtuosas, como fontes de fé e amor, ressaltaram bem o seu valor inestimável, agraciada e bem aventurada, patriota, etc.

Não precisaríamos ressaltar o valor e a importância que as mulheres têm nos dias de hoje, pois mais do que ninguém elas sabem muito bem o seu valor, (Pv 14) e o sexo oposto também, mas já que foi instituída esta data, vamos buscar na grande fonte de inspiração umas palavras de encorajamento, celebração, e orientação.

Por trás dos bastidores além das cortinas, aqueles que souberam encontrar a mulher ideal com certeza, não são se espelhariam naqueles que nos primeiros anos do Século XX “perderam” mais de cem funcionárias em uma fábrica queimadas, por que desejaram melhores condições de vida, trabalho e igualdade entre os homens daquela época, estes homens, não tiveram humildade, temor e nem ideia da repercussão que tal tragédia iria perpetuar nos anos vindouros. Que ironia, acidente que assassina mulheres, por desejarem igualdade, liberdade!

Claro, com certeza, o homem que acha a mulher ideal, não vai abandoná-la, porque sempre vai achar nela a graça e a virtude, (Pv 31.30) do começo do relacionamento sincero, e nem pensaria em abandonar aquela que o ajudou a trilhar um longo e próspero percurso, só porque as marcas da idade estão chegando e ficando, ao contrário daquelas da mídia que quanto mais o tempo passa, mais renovadas ficam.

Quando Deus criou o homem e a mulher (Gn. 1), ele deu ordens, direitos, deveres e bênçãos, para aqueles que conseguissem fazer valer suas leis. E as mulheres, em busca de novas conquistas, tem perdido o elo que a fazia ser cheia de graça, dotada de privilégios, notavelmente especial. Entre outras coisas, o ministério feminino, era um serviço especial feito com simpatia, abraçando causas, servindo a igreja e a população, hoje, essas causas tem dado lugar à indiferença, ao medo, ao egocentrismo. (At 18.26;Rm 16.12))

 

As características de uma mulher notável, ideal, perfeita, capciosa, capaz, transformadora, humilde, guerreira, julgadora, evangelista e outros atributos, com certeza, o ideal de mulher que se deseja, ainda não foi encontrada em uma só fôrma. Eva era uma mulher curiosa (Gn3); Miriã, ambiciosa (Nm 13); Sunamita, hospitaleira (2Rs 4); Ana, mãe ideal(1Sm 1)Dorcas, bondosa(At 9); e por ai vai, se juntar tudo em uma, como será que fica?

Não adianta querer buscar a perfeição e se excluir para agradar, esse sentimento só vai retrair ainda mais e deixar a beleza feminina com a áurea desgastada, por querer viver e fazer o que não lhe dá prazer. E ai, quando quer sua liberdade motivada por sentimentos insondáveis e não é celebrada por Cristo, induzem os outros ao pecado, sabemos que não é tarefa fácil, nos mantermos perto de Deus o tempo todo, buscando a perfeição, mas não podemos desanimar. Devemos buscar motivação, buscar na graça de Deus que está ao nosso alcance, as forças para lutarmos com confiança, pois ele nos ouve. (1Jo 1.5)

O que é a mulher ideal?  Como fazer eventos de congratulações às mulheres, se elas estão sendo lembradas pelo massacre da insatisfação? Inúmeras vezes os acontecimentos nos deixam perplexos, as notícias mostram que a insatisfação, a falta de amor e respeito ao ser humano fogem do controle aumentando uma lista que cresce jogando em nosso rosto estatísticas aterradoras.  E o que dizer daqueles homens, que em sua maior fraqueza, não aceitam o fim de relacionamentos, e assim, brutalmente exterminam da face da terra lindas garotas que disseram não a um relacionamento infundado, ai as homenageadas tem seu dia de glória, passam a fazer parte de uma lista negra, onde dezessete já figuram este ano, como as que disseram um NÃO.

Certamente, a mulher ideal, é aquela que reconhece suas qualidades, que valoriza sua beleza, que não precisa ser estereótipo de TV, não aquela, que se sufoca em meio à tantas dificuldades para parecer, se parecer e aparecer, com quem não tem nada a ver consigo.

A mulher ideal, é aquela que em meio à lutas e grandes dificuldades, faz diferença, busca nos singelos momentos, grandes prazeres, que transforma a luta em lição para a vida, que vê nos mínimos detalhes, grandes oportunidades, e faz com que todos ao seu redor, sintam segurança. A mulher ideal pode não ser aquela de belas curvas, perfeita fisicamente, pode não ser aquela que esbanja um lista de admiradores. Também não acredito que seja oferecida em marketing, ou que seja apreciada através de uma imagem intocável, onde não é reconhecido seu verdadeiro interior, repassando a ideia de que todos podem adquirir aquele produto.

Com certeza as características de uma mulher ideal, entram em um âmbito muito maior do que podemos compreender quando o aceitamos é claro, mas com certeza, ele não está em um conjunto perfeito, harmônico e principalmente destituído de amor e compreensão e sem Deus. (Sl 119.52)

Neste dia 8 de março, deixe fluir a essência feminina, dentro de cada contexto, apreciando e valorizando seus atributos, que em um conjunto, são a única e principal fonte de inspiração para a vida continuar seu ciclo. (Ne 8.10b)

Feliz vida, mulheres.

 

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress