Publicidade

Ato implantado ainda na gestão do governador Ricardo Coutinho extinguiu os plantões de diversas cidades do interior da Paraíba, dentre elas o município de Ingá, que polarizava as cidades termos desta Comarca, Itatuba, Riachão do Bacamarte e Serra Redonda.

DESLOCAMENTOS DE VIATURAS PARA ITABAINA

As ocorrências eram recebidas e registradas pelas equipes de delegados e agentes da polícia civil rapidamente e com acesso facilitado no município de Ingá, nas noites e finais de semana, de modo que as viaturas da Polícia Militar ficavam disponíveis nesta cidade sede e poderiam atuar rapidamente em outras ocorrências que por ventura ocorressem naquele momento. Com a mudança, o fechamento dos plantões em Inga, as ocorrências passaram a ser registradas na cidade de Itabaiana que também recebe ocorrências de outras diversas cidades da região do Vale do Paraíba, no que traz dificuldades para o trabalho da Polícia Militar, tornando ainda mais precário nossa sofrida segurança pública. 

CIDADES DESPROTEGIDAS 

Sem a delegacia plantonista em Ingá, obriga deslocamento de viaturas e o pouco contingente policial militar a conduzirem todos os envolvidos em ocorrências de Ingá, Itatuba, Serra Redonda e Riachão do Bacamarte para a cidade de Itabaiana, ficando este escasso efetivo policial horas esperando finalizar os registros destas ocorrências, deixando as populações destas quatro cidades desprotegidas, principalmente nos finais de semana. 

 A polícia militar conta com uma viatura e dois policiais em cada uma destas cidades Inga, Itatuba e Serra Redonda (Riachão do Bacamarte foi desativada), para atender as ocorrências. Daí quando há fatos e ocorrências simultâneas, sendo obrigado a condução para Itabaiana, deixa estas cidades totalmente desprotegidas, como aconteceu nesta quinta-feira (18). 

OCORRÊNCIAS SIMULTÂNEAS DEIXAM CIDADES SEM POLICIAIS

Nesta noite de quinta por exemplo, houve uma ocorrência de agressão a uma mulher em Serra Redonda, tendo a necessidade de deslocamento da viatura e policiais de lá para Itabaiana. No mesmo instante viaturas da PM de Ingá estava em outras ocorrências na cidade, tendo sido necessário o deslocamento da única viatura da cidade de Itatuba também. Resultado, houve ação de bandidos nesta noite em Itatuba fazendo arrastão de roubos de celulares, onde a população de lá ligou várias vezes pedindo providências, porém não havia viaturas disponíveis, pois estavam em Itabaiana registrando ocorrências. Inclusive, o próprio Padre de Ingá solicitou a presença da PM para resolver um problema próximo à Igreja e não pode ser atendido a contento pelo mesmo motivo, não havia contingente nem viaturas disponíveis naquele momento. Ou seja, há momentos, que não são poucos, durante a noite e nos finais de semana que estas populações de Ingá, Itatuba, Serra Redonda e Riachão do Bacamarte ficam totalmente entregues a própria sorte. Total insegurança.

E NOSSOS POLÍTICOS O QUE DIZEM, O QUE FAZEM QUANTO A ESTA SITUAÇÃO?

Onde estão os políticos destas cidades que não vêem isto, não reivindicam, não pressionam o Governo do Estado a rever esta medida de “economia” que deixa quatro cidades desprotegidas desguarnecidas? Onde estão os deputados aqui votados? O governo do estado economiza às custas da nossa INSEGURANÇA. 

Estamos entregues a própria sorte. SOCORRO!!

Inga Cidadão 

 

 

Comente usando o Facebook

Publicidade