Tapando buracos: Tem buraco estadual e buraco municipal. Qual você prefere cair?

Até que enfim, Estado e Prefeitura resolvem se mexer.

Haja buraco pra tapar.

O ingaense e cidadãos de cidades vizinhas passaram o todo o verão transitando em estradas estaduais que cortam a cidade em deplorável estado de conservação. Buracos por todo o percurso: de Itabaiana à Ingá, de Ingá à BR 230, e pior ainda da BR aos Distritos de Chã dos Pereiras , Pontina  e ao município de Serra Redonda. Há trechos que simplesmente não existe mais estrada, só buracos, aliás, crateras, rombos, como no trecho próximo a entrada de Pontina e curva da grota funda, causando perigo de vida constante aos motoristas e pedestres.

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta semana, o DER deu início a operação tapa buracos para amenizar a situação. Uma medida paliativa, que com o passar do inverno volta tudo novamente. Mas, dos males o menor, pelo menos passaremos um tempo transitando em melhores condições.

As estradas que cortam o Ingá foram construídas na gestão do saudoso Governador Tarcizo Burity. Deste tempo prá cá, nunca teve uma manutenção ou recapeamento. Diversos Governadores passaram: Ronaldo, Zé Maranhão (8 anos), Cassio, Zé novamente, e agora veremos se Ricardo Coutinho vai fazer algo mais definitivo ou vai ficar só tapando buracos.

 

 

 

 

 

 

 

 

A prefeitura de Ingá também tem dado o ar da graça na questão dos seus buracos. Mesmo de modo lento, tem feito alguma coisa. Esta semana havia homens trabalhando na estrada de calçamento de Chã dos Pereiras, tapando os buracos de um lado da estrada para liberar o outro que está em fase de “cura” em alguns trechos já prontos.

 

 

 

 

 

 

 

 

O calçamento deste acesso, assim como o de Pontina, foi construído no final da gestão do ex-prefeito Antonio Burity, através do Governo do Estado, ainda na gestão do então Governador Cassio Cunha Lima, que além destas obras, construiu ginásios de esportes e calçou diversas ruas na zona urbana. Porém a critica que se faz, é que pouco tempo depois de construído, o calçamento se dissolveu feito sonrisal. Apareceram diversas baixas e buracos que causaram diversos acidentes, inclusive com vítima fatal. E a creche de Pontina que desabou, e por sorte, não matou nenhuma criança.

Enfim, se for tapar buracos de verdade, tem serviço para o ano todo. Buraco Estadual e Buraco Municipal.

Mas, antes tarde do que nunca.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress