Após Walkyria Santos denunciar ‘fake news’ que a acusava de enforcar filho para “ganhar ibope”, publicação é removida do Instagram

Após Walkyria Santos denunciar uma ‘fake news’ que a acusava de enforcar o próprio filho para “ganhar ibope”, a publicação foi removida do Instagram. A conta @iammaxgrafferty continua no ar, mas o ‘story’ que fazia menção à cantora paraibana foi removido. Não se tem confirmação se o autor deletou por conta própria o ‘post’, mas acredita-se que o mutirão para denunciar a mensagem, feito por Walkyria, foi quem conseguiu derrubar a ‘fake news’.

Walkyria ainda não se pronunciou se fará alguma denúncia formal.

Hoje (17) cedo, Walkyria Santos foi aos ‘stories’ de seu perfil desabafar sobre as ofensas e pedir que as pessoas denunciassem o perfil e a publicação. Ela disse que ninguém mais respeita a dor de ninguém e que estava até bem, mas ficou triste quando viu as acusações.

A página acusa a cantora de ter tirado a vida do próprio filho para gerar crescimento político do namorado dela, que é vereador. “Vereador de Campo Grande/RN se engajar na política e criar um projeto para se destacar na política em Brasília e se candidatar como deputado estadual no próximo ano”, dizia a publicação, conforme apurou o ClickPB.

Lucas Santos tinha 16 anos e cometeu suicídio em agosto deste ano, após ser alvo de homofobia, mesmo se declarando hétero, em mensagens de ódio no Tik Tok. Ele havia publicado um vídeo com uma brincadeira com um amigo. Lucas chegou a explicar ser hétero, conversou com a mãe e uma tia sobre o vídeo, elas teriam o acalmado, mas, dias depois, ele foi encontrado morto em casa.

Fonte: Click PB

Comente usando o Facebook