quarta-feira, julho 24, 2024
spot_img
HomeGeral“Batalha”, diz mulher de ferido por aparelho em academia sobre recuperação

“Batalha”, diz mulher de ferido por aparelho em academia sobre recuperação

A esposa do homem atingido por uma aparelho dentro de uma academia, na cidade de Juazeiro do Norte (CE), afirmou que o marido trava uma batalha para voltar a andar. O motorista de aplicativo Regilânio da Silva Inácio, de 42 anos, sofreu uma lesão após uma aparelho de musculação desabar sobre ele na última sexta-feira (5/8). Segundo a equipe médica que operou o homem, ele tem menos de 1% de chance de voltar a andar.

“Meu marido acordou com muita dor. Está consciente de tudo o que aconteceu, dentro das expectativas está bem, porém, triste com a possibilidade de não voltar a andar. Nossos filhos estiveram aqui pela manhã, isso que faz ele continuar na batalha”, disse Maria Socorro Inácio ao portal Uol, nesse domingo (6/8).

O momento do acidente foi registrado pelas câmeras da academia. Assista aqui.

Perda de movimentos

Regilânio sofreu uma grave lesão na coluna vertebral, chama listese. De acordo com a medicina é uma deslocamento das vértebras, que além de provocar fortes dores, também compromete a medula espinhal e pode resultar na perda de movimentos.

A lesão se deu entre as vértebras T12 (fim da parte torácica) e L1 (início da parte lombar). A vértebra inferior (L1) se deslocou para trás em relação à vértebra superior (T12).

O aparelho que caiu sobre as costas de Regilânio estava com 150 kg de carga.

Vaquinha

Para custear o tratamento de Regilânio, a família se mobilizou para realizar uma vaquinha virtual. A ação será por meio de uma campanha nas redes sociais.

Por meio de uma conta do Instagram criada exclusivamente para o caso, familiares se uniram em prol de doações para o pagamento dos procedimentos, que, até o momento, já custaram R$ 35 mil. Além dos métodos de doação que incluem o Pix, a campanha também é feita através da plataforma Vakinha. Do valor total estimado, já foram arrecadados pouco mais de R$ 18,3 mil.

De acordo com o Hospital Santo Antônio, a cirurgia de Regilânio teve duração de quatro horas e aconteceu sem intercorrências.
“O paciente segue internado e o quadro de saúde é estável; sobre a lesão grave na coluna, o paciente tem menos de 1% de chance de voltar a andar”, comunicou o hospital.

Metrópoles

Comente usando o Facebook

DESTAQUES
spot_img
spot_img

Popular

plugins premium WordPress