Publicidade

“Sempre recordaremos, a campeã Chapecoense”. Música composta pela torcida do Atlético Nacional embalou homenagens em dois estádios

Ainda no trágico 29 de novembro. a cena de um pequeno grupo de colombianos reunidos nas ruas de Medellín cantando em solidariedade à Chapecoense deu volta ao mundo. A canção composta pelos torcedores do Atlético Nacional de Medellín, que seria o adversário da equipe catarinense na decisão, emocionou tanto os torcedores da equipe catarinense, que se transformou em um verdadeiro hino das homenagens às vítimas do acidente aéreo, tanto no Brasil quanto na Colômbia. A canção em espanhol foi a mais cantada durante as comoventes celebrações desta quarta-feira, na Arena Condá e no Estádio Atanásio Girardot, em Medellín.

“Que escutem, de todo o continente, sempre recordaremos a campeã Chapecoense” (na tradução para o português), foram os versos cantado nos dois estádios durante as celebrações. O evento em Chapecó, que começou por volta das 20h, chegou a seu ápice quando a torcida da Chapecoense gritou”é campeão”, às 21h45, hora exata em que a Chapecoense entraria em campo em Medellín para a final da Sul-Americana.  Por lá, em outro gesto de enorme grandeza, a torcida colombiana cantava “Vamo, vamo, Chape”, a canção mais conhecida da carismática equipe do oeste catarinense.

Na Arena Condá, além das canções, foram realizadas uma missa e homenagens aos familiares das vítimas, que permaneceram no centro do gramado, diante de quase 20.000 pessoas. Em Medellín, mais de 40.000 torcedores do tradicional clube sul-americano, atual campeão da Libertadores, se uniram às orações, assim como outros milhares de torcedores que tiveram que ficar de fora do estádio. Nesta quarta, o futebol e o amor foram campeões. Abaixo, cenas das festas nos dois estádios:

Comente usando o Facebook

Publicidade