Promotor quer saber quem liberou o Amigão para amistoso no domingo.

FRANCO FERREIRA
“Quem liberou o estádio Amigão para o amistoso Campinense 1×1 Baraúnas-RN será responsabilizado pela desobediência ao Ministério Público”.A declaração foi dada ontem pelo do coordenador do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Cidadania e Direitos Fundamentais do Ministério Público da Paraíba, Valberto Lira.

Promotor Valberto Lira

Ele não quis falar em punição alegando que não podia se precipitar sobre decisão sobre o caso.
“Procurei saber quem liberou estádio Amigão e estou aguardando o resultado para tomar as providências, pois o Ministério Público vetou o estádio com base em documentos do Corpo de Bombeiros e Polícia Militar e não pode acontecer jogo no local” disse o promotor Valberto Lira.
A decisão de vetar além do Amigão e Presidente Vargas (Campina Grande), Graça, Almeidão (João Pessoa) e Perpetão (Cajazeiras) foi tomada pelo Ministério Público no final da semana passada depois de uma reunião que contou com representantes dos clubes que vão disputar o Campeonato Paraibano da Primeira Divisão de 2012.
Ainda participaram do encontro que aconteceu, no auditório da sede das Promotorias de Direitos Difusos, os representantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, do CREA/PB, das Vigilâncias Sanitárias dos Municípios de Cajazeiras, Sousa, Patos, Campina Grande e João Pessoa.
Pelo que ficou definido pelo Ministério Público apenas dois estádios estão liberados para as disputas do Campeonato Paraibano da Primeira Divisão de 2012. Com base na documentação da comissão de vistoria os times podem atuar oficialmente no estádio Marizão, na cidade de Sousa e no estádio José Cavalcanti, em Patos.
Correio da Paraíba

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress