Publicidade

A secretária de Administração, Livânia Farias e o procurador geral do Estado, Gilberto Carneiro, serão ouvidos pelo promotor Carlos Romero, presidente da Comissão de Combate a Improbidade Administrativa do Ministério Público Estadual. Eles foram notificados para prestarem esclarecimento sobre a denuncia da deputada estadual Daniela Ribeiro (PP) de apadrinhamento político para contratação de pessoal para substituir os prestadores de serviços demitidos pelo governo do estado.

A deputada denuncia que, após demitir cerca de 30 mil pessoas em um ano de gestão, o governo Ricardo Coutinho (PSB) separa nomes de prestadores de serviços para serem recontratados, mas só os que são apadrinhados políticos.
Daniela entregou uma lista que teria sido feita pela Secretaria de Educação para balizar as contratações mediante apoio político de deputados e vereadores.
O procurador geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro da Vale Filho, disse que vai esperar a conclusão da investigação para poder anunciar as medidas a serem adotadas pelo Ministério Público.
“Não podemos trabalhar em cima de hipóteses, encerrando a apuração o Ministério Público vai se posicionar”, destacou Trigueiro.
A audiência deve acontecer no começo do mês de fevereiro. Wscom.

Comente usando o Facebook

Publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here