Publicidade

Tempestades causaram vários deslizamentos no estado; há desabrigados em pelo menos dezesseis cidades

A Coordenadoria Estadual de Defesa Civil de Minas Gerais já confirmou a morte de catorze pessoas em decorrência das chuvas fortes que atingem o Estado nos últimos dois dias. Em Betim, região Metropolitana de Belo Horizonte, um deslizamento provocou a morte de quatro pessoas na madrugada deste sábado. Foram duas casas atingidas pela lama e água: em uma delas estavam um casal e uma criança, e na outra, um homem sozinho.

Na manhã deste sábado, o Corpo de Bombeiros informou que duas pessoas morreram também em um soterramento na Vila Bernadete, na Região do Barreiro, em Belo Horizonte. A corporação já havia registrado outras três mortes, uma mãe e seus dois filhos, por causa de deslizamentos causados pelas tempestades em Ibirité, na Região Metropolitana. Nessa região as buscas seguem e há informações de que uma mulher continuaria desaparecida. Segundo os bombeiros, o trabalho também prossegue em Vila Bernadete.

O Corpo de Bombeiros ainda trabalha no bairro Jardim Alvorada, em Belo Horizonte, onde cinco pessoas são procuradas sob os escombros. De acordo com informações preliminares os agentes que trabalham no local, seriam três crianças e dois adultos.

Há pelo menos dezesseis pessoas desaparecidas, 2500 desalojadas e outras 791 desabrigadas em todo o Estado. As chuvas provocaram alagamentos e transtornos em pelo 36 municípios em todas as regiões do Estado, sendo a Leste e a Grande Belo Horizonte as mais prejudicadas, segundo a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil (Cedec).

Ainda há muita apreensão em Minas Gerais. O instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) informou que Belo Horizonte teve ontem o dia mais chuvoso da história da cidade, desde que começou a medição climatológica há 110 anos. Durante 24 horas, o acumulado de chuva chegou a 171,8 milímetros na cidade. Na manhã deste sábado, além de Belo Horizonte e Ibirité, bombeiros também moram mobilizados para atender ocorrências de desabamentos e soterramentos em Betim, na Região Metropolitana. Um dos casos é na Rua Londres, no bairro Duque de Caxias. Há buscas também no bairro de Terezópolis, mas ainda não há informações sobre possíveis desaparecidos no local.

A previsão de tempo ruim para hoje no Estado preocupa a Coordenadoria Municipal de Defesa Civil de Belo Horizonte. De acordo com o serviço meteorológico, a capital mineira deve ter o céu encoberto com chuvas a qualquer hora do dia. Nesta sexta, a Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil (Sedec) elevou o status de operação do Centro Nacional de Gerenciamento de Riscos e Desastres (Cenad) para alerta máximo por contas das tempestades que atingem as regiões Sudeste e Centro-Oeste do país.

Veja

Comente usando o Facebook

Publicidade