MP se levanta e decide investigar denúncia. Contra o programa “Jampa Digital”.

Até poucos dias calado, o Ministério Público decide se levantar e vai se aprofundar na investigação do programa “Jampa Digital”, lançada pela prefeitura de João Pessoa durante a gestão do prefeito Ricardo Coutinho.

 

A informação foi repassada a imprensa pelo chefe do Ministério Público, Oswaldo Trigueiro do Valle Filho. Segundo ele, a instituição abriu dois procedimentos de investigação.

O MP investiga a empresa contratada e outra a compra de equipamentos com forte indício de superfaturamento. O promotor João Benjamim está à frente deste caso.
Para o procurador Oswaldo Trigueiro, “a matéria do Fantástico contribui com a investigação do  Ministério Público”. Então se é assim, porque a instituição não revela o que já foi apurado a respeito desse projeto?

Trigueiro reconhece que o programa de televisão do final de semana apresentou praticas de corrupção, com o funcionário da empresa que ganhou contrato na prefeitura de João Pessoa oferecendo propina de 5% a 10%.

“Aquilo é fato suficiente de investigação e ir a fundo nelas”, afirmou Oswaldo Trigueiro.
Que assim seja…

Tribunal de contas

Mesmo com atraso, o Tribunal de Contas do Estado vai investigar a execução do contrato do programa “Jampa Digital”, celebrado pela prefeitura de João Pessoa durante a gestão do então prefeito da cidade, Ricardo Coutinho.

A determinação foi dada pelo presidente do TCE, conselheiro Fernando Catão. Só aconteceu depois que a denúncia foi veiculada pelo programa Fantástico, da Rede Globo de Televisão.

Não há maiores informações sobre a determinação anunciada pelo conselheiro-presidente Fernando Catão. Mas a matéria do Fantástico deixa claro indício de superfaturamento e oferecimento de propina.

Blog Marcone Ferreira.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress