Sites registram fortes chuvas no Cariri e Sertão paraibano

0
77

Os sites Vitrine do Cariri e Patos Online registraram fortes chuvas na região do Sertão e Cariri paraibano ao longo do sábado (30). Confira abaixo:

CARIRI

(No VITRINE DO CARIRI) Choveu forte em toda região do Cariri paraibano entre a tarde deste sábado (30) e a madrugada deste domingo (31). Em Amparo, os índices pluviométricos chegaram a 158 milímetros, sendo a maior chuva já registrada esse ano no município.

Em Monteiro, a chuva começou durante a tarde, por volta das 15h, e seguiu até a noite sem interrupção, deixando várias ruas da cidade alagadas e enchendo o açude público. De acordo com medidores, a chuva atingiu os 100 milímetros.

O Rio Taperoá amanheceu com uma forte enchente em São João do Cariri. O Rio Paraíba também amanheceu em enchente. As águas dos dois rios segue para o açude de Boqueirão.

O açude de Sumé também tem recebido uma considerável recarga de água nesta manhã de domingo (31).

Confira alguns índices pluviométricos:

Amparo 158,1 mm
Monteiro 100 mm
Ouro Velho 91,3 mm
São Sebastião do Umbuzeiro 51,8 mm
Parari 51,7
Caraúbas 29,5 mm
Congo 26 mm
Gurjão 26 mm

SERTÃO

(No PATOS ONLINE) Já são várias horas de chuva em Patos e região. A todo momento chega a Redação do Patosonline.com notícias de chuva forte em cidade da região. O índice pluviométrico já passa dos 100 mm em vários municípios, e chegam informações de que rios, como o de Mãe D’água, e Farinha (Cacimba de Areia que teve registro de 110 mm até a meia noite), desceram com grandes cheias.

Em Patos há registro de alagamento em vários bairros, e ruas do Centro da cidade. Na Rua Vereador Joaquim Leitão, em a água desceu com força, impedindo até as pessoas de transitarem pelo local.  

No Canal do Frango foi registrado grande volume de água. No Bairro do Mutirão, ruas ficaram cheias, e houve alagamento em alguns pontos.

Há registro também de muita chuva na região de Patos. Em Santa Terezinha, mais precisamente no Sítio São José, até às 23h45m (quinze pra meia noite), o pluviômetro tinha registrado 100 mm.

As águas caídas com as fortes chuvas alagaram ruas, invadiram casas, arrastaram veículos e barracos, e derrubaram o muro do Itaporanga Esporte Clube, localizado na travessa das ruas Horácio Gomes com Padre Lourenço, no centro da cidade.

Umas das avenidas mais prejudicadas é a Getúlio Vargas, principal da cidade, onde casas e estabelecimentos comerciais foram invadidos.

Nas proximidades do Banco do Brasil, direitos (pequenas barracas de venda de lanches, doces, balas e cigarros) e motocicletas foram arrastadas pela força das águas.

Na manhã deste sábado (30) o Açude Novo, em Teixeira, amanheceu transbordando depois das recentes chuvas caídas no município. Já na noite do mesmo dia a alegria dos teixeirenses deu lugar à preocupação. Chove há mais de quatro horas na cidade (segundo uma informação extraoficial já passou dos 150 mm) e a parede que fica próximo ao sangradouro está cedendo, gerando muita preocupação na população, principalmente entre os moradores do bairro Malvinas, que fica próximo.

As autoridades municipais estão no local, mas continua chovendo e por enquanto não se pode fazer nada. O medo é de um desmoronamento geral.

Na tarde e na noite deste sábado (30) uma chuva de 95,3 mm foi registrada na cidade de Sousa

Comente usando o Facebook