UFPB e UFCG vão firmar parceria na área de energias renováveis com o grupo Energisa

A reunião aconteceu na manhã desta quinta-feira (29), na reitoria da UFPB.

As universidades federais da Paraíba (UFPB) e de Campina Grande (UFCG) firmaram uma parceria na  área de energias renováveis com o grupo Energisa. A reunião aconteceu na manhã desta quinta-feira (29), na reitoria da UFPB.

Segundo Gustavo Valfre, vice-presidente de Tecnologia da Energisa, a ideia da empresa do ramo de energia é fomentar, nessas instituições de ensino, pesquisas sobre inovação tecnológica que possam gerar soluções para a companhia – para otimizar processos e reduzir custos na área de geração de energia, por exemplo –, além de atender a demanda por profissionais especializados, formados nessas universidades.

A recente inserção, no curso de Engenharia Elétrica da UFPB, de disciplinas mais alinhadas às demandas do mercado foi um dos pontos destacados pelo diretor do CEAR, Euler Macedo, quanto à contribuição da universidade para fomentar essa cooperação técnica com a Energisa.

Participaram da reunião, os representantes da Universidade Federal da Paraíba, o reitor Valdiney Gouveia, a vice-reitora Liana Filgueira e o diretor do Centro de Energias Alternativas e Renováveis (CEAR), Euler Macedo, que discutiram ideias com o reitor da UFCG, Antônio Fernandes, e com representantes da Energisa, entre eles, o vice-presidente de Tecnologia, Gustavo Valfre, e o diretor técnico e comercial da empresa na Paraíba, Jairo Perez.

Também representaram a UFPB na reunião os pró-reitores de Pesquisa (Propesq), Valdir Braga, e de Pós-Graduação (PRPG), Fernando Perazzo, os presidentes das agências de Inovação Tecnológica (Inova), Kelly Gomes, e de Cooperação Internacional (ACI), Sandro Marden, e o procurador Carlos Mangueira.

O reitor Valdiney Gouveia considera a parceria como estratégica, já que os ganhos para a universidade com essa cooperação técnica vão desde a captação de recursos para financiar pesquisas – e desenvolver, por exemplo, equipamentos que possam ser patenteados pela UFPB – a oportunidades de estágio e emprego para alunos e egressos de diversos cursos, como Engenharia Elétrica. “A Energisa percebeu a possibilidade de investir em nossas pesquisas para que possamos oferecer produtos que beneficiam as duas instituições e a sociedade como um todo”.

Esse ganho para a sociedade também foi mencionado pelo reitor da UFCG Antônio Fernandes, para quem o conhecimento das duas universidades na área de energias renováveis pode impulsionar o desenvolvimento da Paraíba, por meio de ações conjuntas como essa. “Queremos, cada vez mais, estreitar os laços entre as duas instituições para, assim, promover o crescimento regional”, afirmou.

ClickPB

Comente usando o Facebook