Publicidade

O caso em que o prefeito de Uburetama que foi flagrado fazendo sexo em uma clínica ganhou novos contornos.

Edvânia Teixeira e Francisca das Chagas Rodrigues de Sousa afirmam ter sido ameaçada pelo gestor e pede que outras vítimas também o denunciem.

Segundo as denúncias, Edvânia e Francisca dizem que Dr. Hilson cometia os abusos durante procedimento de exames.

Defesa cai por terra

Dr. Hilton é acusado de praticar sexo com pacientes em consultórios públicos e privados no município, além de registrar as aventuras sexuais no celular. As teses de defesa do advogado Kaio Castro apenas complicam mais a situação do prefeito.

Agora, a outra tese da defesa de que as práticas sexuais eram consensuais também caíram por terra, com a denúncia de Francisca das Chagas. Entre populares, o caso começa a ser comparado ao do criminoso Roger Abdelmassih, médico condenado a 278 anos de prisão por estupros de pacientes.

 

Fonte: Ceará News

Comente usando o Facebook

Publicidade