Em live, secretário Jammes Araújo agradece aos deputados Julian Lemos, Dr. Damião, Wellington Roberto e senadores Veneziano e Daniela Ribeiro, além de Zé Maranhão, pelo envio de emendas à saúde de Ingá

Os investimentos para manter uma UPA em pleno funcionamento são altíssimos para suportar os gastos mensais, principalmente em uma cidade de pequeno porte como Ingá. A prova disso é que quando a UPA de Ingá foi inaugurada no ano de 2019, outras seis estavam sendo fechadas no Estado (segundo os discursos proferidos em palanque de inauguração), por conta de que as cidades não suportaram mantê-las diante da obrigação de ter a contrapartida municipal e muitas das vezes o próprio Estado atrasa o envio dos recursos na parte que lhe cabe.

A UPA de Ingá está prestes a fazer um ano de existência em pleno funcionamento, no entanto, os seis primeiros meses foram cruciais para o município de Ingá mantê-la sozinho uma vez que o governo federal só finalizou os trâmites burocráticos no final de dezembro de 2019 e só autorizou o envio de verbas a partir de fevereiro de 2020. O prefeito Manoel da Lenha, que sonhava pavimentar diversas ruas de Ingá e realizar outras tantas obras, teve que praticamente paralisar tudo para priorizar o funcionamento da UPA, sendo que neste tempo ainda nem se sonhava com um problema mundial dessa monta como a pandemia do coronavírus que enfrentamos agora. Imagina se não tivéssemos a UPA de Ingá neste momento, seria muito mais difícil para a população ter que ser assistida diretamente por Campina Grande, superlotando os hospitais. Desta forma acertou no alvo o gestor municipal ao deixar outras importantes obras para focar diretamente na saúde pública municipal com a conclusão das UBS da cidade e da zona rural, da UPA e na contratação de profissionais da saúde.

Naqueles seis primeiros meses iniciais também foram essenciais as emendas parlamentares envidas pelo deputado Wellington Roberto e o senador José Maranhão, que ajudaram muito o município a manter o padrão de atendimento da UPA de Ingá, que teve o apoio também das prefeituras de Riachão do Bacamarte e Serra Redonda, por meio de um TAC firmado com o Ministério Público, contando com o empenho pessoal da Dra. Claudia Cabral Cavalcante.

Na live desta segunda-feira (29), o secretário municipal de saúde Jammes Araújo agradeceu outras emendas parlamentares enviadas mais recentemente pelo deputado Julian Lemos, num valor expressivo, bem como ao deputado Damião Feliciano e aos senadores Veneziano Vital e Daniela Ribeiro. Jammes informou que o deputado Wellington Roberto se comprometeu a enviar outra emenda em momento oportuno.

O vice-prefeito Robério Burity, usando as redes sociais, também agradeceu ao deputado Damião e ao Senador Veneziano, os quais receberam seu apoio eleitoral em 2018.

Parabéns a estes parlamentares que independente de cores partidárias e posicionamentos políticos, lembraram da população que ajudou a elegê-los e por ajudar a saúde de Ingá que atende a outros municípios como Riachão do Bacamarte, Itatuba, Serra Redonda, Juarez Távora e outros da região. Este sim é o foco principal no momento, salvar vidas e cuidar da saúde do povo.

Inga Cidadão

 

Comente usando o Facebook