Em sessão tumultuada, Câmara de Serra Redonda derruba veto do prefeito em projeto polêmico referente à transparência na marcação de exames e cirurgias

6ª SESSÃO ORDINÁRIA DO 2º PERÍODO LEGISLATIVO DE 2019.

Em sessão bastante tumultuada realizada no último dia 10 de abril, o plenário da Câmara Municipal de Serra Redonda discutiu e aprovou dois importantes projetos:

O primeiro foi aprovado por unanimidade. Projeto de Resolução nº 001/2019, apresentado pela mesa diretora, cria a Comenda Vereadora Maria Ivonete Lima Cruz, que visa valorizar as mulheres que foram protagonistas, se destacaram profissionalmente e exerceram papel relevante para o município.

A pauta seguinte criou bastante polêmica entre os vereadores de situação e oposição, pois se tratava da discussão e votação sobre o veto do prefeito Danilo Andrade ao Projeto Lei 001/2019, apresentado pelo presidente José Wilson, que obriga o executivo municipal a relacionar no Portal Oficial a lista de exames e intervenções cirúrgicas dos beneficiários em ordem de datas com transparência pública.

O relatório da comissão pertinente deu parecer favorável à rejeição do veto. Aberta a votação foi mostrado um placar 5 x 4 pró veto. em seguida, o vereador Dé de Danda se manifestou afirmando que votou errado porque não entendeu a pergunta como teria sido feita, sob protestos dos vereadores Valdinho e Melk. Diante da confusão formada, o vereador Wilson fez um requerimento verbal à mesa no sentido que houvesse nova votação, no que recebeu os protestos dos vereadores da situação. O presidente em execício Anselmo aceitou o requerimento e colocou em votação do plenário que decidiu por 6 votos favoráveis a anulação da primeira votação e consequentemente a formação de uma nova votação. Em protesto os vereadores da situação se retiraram do plenário. 

Em segunda votação, o veto do executivo municipal foi derrubado por 6 voto favoráveis e três abstenções.  

Confira a íntegra da sessão do dia 10 de abril. 

Ascom

Comente usando o Facebook