Exclusivo: Justiça manda afastar quatro vereadores de Cabedelo envolvidos na Xeque-Mate que haviam retomado mandatos

0
58

Janderson Brito (PSDB), Jonas Pequeno (PSDB), Benone Bernardo (PRP) e Josimar de Lima (PRP) foram afastados da Câmara, no dia 4 de dezembro de 2019

A Justiça determinou que quatro vereadores de Cabedelo permaneçam afastados dos cargos. A decisão, apurada pelo ClickPB, foi tomada pelo juiz Henrique Jorge Jácome de Figueiredo, da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo, nesta terça-feira (14).

Benone Bernardo da Silva, Jonas Pequeno dos Santos, Janderson Bizerril de Brito e Josimar de Lima Silva haviam retomado os mandatos no dia 7 de abril, após autorização da presidente da Câmara de Cabedelo, Graça Rezende.

O juiz considerou que se demonstra concreta a “necessidade de postergação da medida cautelar de afastamento dos denunciados”. O prazo estipulado do novo afastamento é de 120 dias, sujeito à reapreciação e controle judicial.

O magistrado também chamou atenção para o fato de que, o final do prazo estipulado não implica em revogação automática da medidade de afastamento, “que será objeto de nova apreciação judicial, devidamente motivada, após oitiva das partes, em regular contraditório”.

Em sua decisão, o juiz também levou em consideração que o crime a que respondem os acusados tem relação direta com o cargo de vereador, além de haver o receio de que a permanência deles no posto possa proporcionar novamente a prática delituosa e atos de corrupção sistêmica, assim como dificuldade na produção de provas nos processos a que eles respondem.

Todos os quatro vereadores, Janderson Brito (PSDB), Jonas Pequeno (PSDB), Benone Bernardo (PRP) e Josimar de Lima (PRP) foram afastados da Câmara, no dia 4 de dezembro de 2019, durante a sexta fase da Operação Xeque-Mate, que investiga esquema de corrupção em Cabedelo. Eles foram apontados por recebimento de propina do ex-prefeito Leto Viana para apoiar o então gestor no mandato e em ações ilícitas que estão sendo investigadas.

ClickPB

Comente usando o Facebook