Publicidade

Foi suspenso, nesta quinta-feira (10), o concurso público da Prefeitura Municipal de Diamante, município do Sertão paraibano, a 450 km de João Pessoa. A decisão foi do juiz Carlos Gustavo Guimarães, da 1ª Vara da Comarca de Itaporanga, ao acatar uma ação civil pública que denunciou irregularidades do certame, como a aprovação de oito dos nove secretários municipais no concurso e a aprovação de irmãos, cunhados e primos da atual prefeita.

Segundo a ação, 23 candidatos aprovados no concurso possuem ligação direta com a prefeita. Entre eles estão irmãos, cunhados, primos e secretários municipais da atual administradora de Diamante.

Ainda segundo a ação, um homem que se candidatou ao cargo de motorista da prefeitura foi aprovado mesmo sem ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) categoria B, necessária para direção de carros.

Além dessas acusações, o autor da ação também relatou que em um dos locais da realização do concurso as provas já haviam sido abertas e postas nas carteiras das salas antes mesmo da chegada dos candidatos.

Na decisão, o juiz alegou que “diante disto, detectado indícios de irregularidades e falhas que comprometeram a lisura do certame, pelos argumentos e documentos atrelados na petição inicial, e ainda, para evitar maiores repercussões do ato impugnado e a potencialidade lesiva, defiro a medida liminar e suspendo a eficácia do ato”.

O concurso previa a contratação de 103 novos servidores para diversos cargos na administração municipal.

Resumo PB

Comente usando o Facebook

Publicidade