Publicidade

Outra ideia é acabar com os processos de papel por meio da digitalização dos processos.

O Tribunal de Justiça da Paraíba (TJPB) implanta, até o final do ano, as audiências virtuais. O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Márcio Murilo da Cunha Ramos, disse em entrevista ao Portal ClickPB que a novidade vai possibilitar que o juiz ouça testemunhas em outros estados da federação, sem que a testemunha precise se deslocar para depor perante o Juízo.

“A ideia é, até o final do ano, quando houver um incremento à rede de informática, porque investimos muito para estabilizar a rede de informática, criarmos as audiências virtuais”, disse.

A virtualização no Poder Judiciário é uma das metas da gestão. A ideia é acabar com os processos de papel por meio da digitalização dos processos.

Além da modernização do Poder Judiciário, o Tribunal tem investido em segurança. Segundo Márcio Murilo, vários juízes são ameaçados de morte na Paraíba e três deles andam com escolta. O presidente explicou, ainda, como funciona o projeto acesso seguro que vem sendo implantado no TJPB e o acesso de pessoas portando armas de fogo nos fóruns.

O presidente disse que o TJPB tem adotado medidas de economia. Somente com segurança privada, o Tribunal estava gastando R$ 9 milhões por ano. O tribunal realizou cortes na ordem de R$ 1 milhão e pretende cortar mais, disse o desembargador.

Click Pb.

Comente usando o Facebook

Publicidade