Publicidade

Clubes profissionais da Paraíba que disputam a primeira divisão do Campeonato Paraibano, bem como as competições nacionais e as demais entidades e clubes que participam de competições expressivas serão beneficiados com incentivos por meio do programa “Paraíba Esporte Total”. Serão R$ 4 milhões para o Paraíba Esporte Total, e R$ 3 milhões para o Bolsa Esporte.

O lançamento do programa foi feito pelo governador João Azevêdo lançou, nesta segunda-feira (13), na Vila Olímpica Parahyba, em João Pessoa.

Os atletas, paratletas e técnicos paraibanos também contarão com o apoio e incentivo do Governo do Estado, por meio do programa “Bolsa Esporte”. O projeto será encaminhado para a Assembleia Legislativa do Estado e representa investimentos de R$ 7 milhões.

As ações voltadas ao esporte estão inseridas entre as metas do governo para o ano de 2020, apresentadas na última semana pelo chefe do Executivo estadual, durante solenidade de prestação de contas e anúncio de novos investimentos.

No lançamento do novo programa, o governador João Azevêdo destacou as ações do governo para ampliar o patamar de investimentos no esporte. “Esse é um momento ímpar para o esporte profissional e amador na Paraíba. Nós precisamos apoiar, cada vez mais, o esporte amador e as modalidades que têm destaque nacional e que leva o nome da Paraíba a vários lugares, criando mecanismos que subsidiem, tanto o esporte olímpico, quanto o paralímpico porque temos grandes estrelas dentro do nosso estado e foi com esse entendimento de que o esporte precisa ser visto com olhar extremamente profissional que iniciamos 2020 com uma proposta ousada e que muda a relação entre o poder público e o segmento na Paraíba”, frisou.

Ele também destacou o esforço da gestão estadual para garantir dignidade aos atletas. “Esse programa foi concebido para que a gente tratasse de duas áreas distintas, sendo R$ 4 milhões para o Paraíba  Esporte Total, e R$ 3 milhões para o Bolsa Esporte. Eu tenho certeza de que vamos viver momentos especiais com relação ao esporte e o governo existe para fomentar o que há de bom no estado e essas atividades representam inclusão e oportunidade de crescimento”, relatou.

Já o Bolsa atleta tem o objetivo de incentivar a prática de esportes, sendo destinado aos atletas e técnicos de rendimento das modalidades olímpicas e paraolímpicas, reconhecidas pelo Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro, podendo também ser admitidos aos atletas, paratletas e aos técnicos de rendimento de modalidades esportivas vinculadas ao Comitê Olímpico Internacional e ao Comitê Paralímpico Internacional, além das modalidades reconhecidas pela Secretaria Especial de Esportes, do Ministério da Cidadania, sendo reservado o percentual mínimo de 30% das vagas para as mulheres. As bolsas serão divididas entre as categorias internacional; nacional; institucional; estudantil; e representatividade.

CLICK PB

Comente usando o Facebook

Publicidade