BANDA DE FORRÓ TEM PREJUÍZO DE R$ 100 MIL COM ÔNIBUS INCENDIADO NO CEARÁ

Eram 19h da última segunda (23) quando o cantor César Dantas, da banda Forró Balancear, recebeu um telefonema e soube que o ônibus do grupo estava em chamas. O veículo estava estacionado na Avenida Vila do Mar, região metropolitana de Fortaleza (CE), para o conserto de uma peça e acabou virando alvo de criminosos.

O caso é um de pelo menos 30 ataques a ônibus, caminhões e carros particulares confirmados no estado desde sexta-feira (20). “Estão queimando tudo. O Ceará está largado às traças”, contou Dantas.

Cantor César Dantas, da banda Forró Balancear: ‘Vai demorar muito para ter tudo de volta
Cantor César Dantas, da banda Forró Balancear: ‘Vai demorar muito para ter tudo de volta”. Foto: Reprodução
Ao chegar no local, o músico soube por pessoas que presenciaram a cena que seu ônibus não era o alvo preferencial do ato de vandalismo. Testemunhas disseram a ele que os criminosos incendiaram um ônibus – de uma empresa de transporte coletivo Vitória – mas o fogo se alastrou e atingiu o veículo da banda que estava bem próximo.

Dantas disse à ÉPOCA que o ônibus foi comprado há apenas um mês. E o pior: o veículo não tinha seguro.

“Ainda estou pagando cheques absurdos. Tivemos um prejuízo de mais de R$ 100 mil. Perdemos instrumentos e equipamentos de iluminação”, revelou o cantor, que disse ter conseguido salvar alguns objetos como saxofone e luzes de LED.

Ele chegou ao local cerca de 10 minutos após o início do incêndio. Na momento do ataque, o cantor e os demais integrantes da banda estavam na casa de um amigo a dois quarteirões de distância. “Estava no banho quando o mecânico me ligou. Ele ainda tentou tirar o ônibus, mas não deu”, relatou Dantas.

Para ajudar o grupo, fãs estão se mobilizando para arrecadar recursos na internet. Artistas também já manifestaram interesse em contribuir, incluindo o cantor Wesley Safadão, de acordo com Dantas.

“Todo problema se resolve trabalhando. Vai demorar muito para ter tudo de volta, mas não posso abaixar a cabeça”, afirmou o músico, que demonstra preocupação imediata em manter os empregos de sua equipe. “Cerca de 15 pais de família dependem de mim”.

No mesmo dia do ataque, outros dois ônibus foram queimados na capital cearense, nos bairros Aracapé e Pedras. Ao menos outras 15 ocorrências foram reportadas em todo o estado no mesmo período. Entre elas, três veículos da empresa Enel foram queimados por criminosos.

Ônibus da banda de forro acabou destruído incêndio criminoso Foto: Reprodução
Ônibus da banda de forro acabou destruído incêndio criminoso Foto: Reprodução
Como medida de segurança, apenas uma parcela de 70% da frota de transporte público circulou nesta terça (24) na região metropolitana de Fortaleza.

Segundo o secretário da Segurança do Ceará, André Costa, os ataques estão sendo ordenados por presos que querem a volta de “regalias” nos presídios do estado.

Época Globo

Comente usando o Facebook