Estelionato: Detran da Paraíba e Polícia Civil investigam venda de CNH falsa em João Pessoa.

Uma ação conjunta da corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito da Paraíba (Detran-PB) em parceria com a Polícia Civil conseguiu identificar um homem que atua em João Pessoa na venda de carteiras de habilitação falsas e sem a necessidade de fazer qualquer teste ou prova. O homem se passa por funcionário do Detran para aplicar o golpe e ainda não foi preso.As investigações da ‘Operação Print’ tiveram início em novembro do ano passado quando uma das vítimas denunciou o estelionatário. A suspeita da corregedoria do Detran é que exista uma quadrilha por trás do esquema. Até o momento não foi comprovada a participação de nenhum funcionário do Detran da Paraíba.

Vendas de CNHs falsas

Segundo as investigações, o suspeito aborda os prováveis clientes na rua e oferece as CNHs de forma rápida e fácil, por até R$ 700. Ele pede fotos e cópias dos documentos pessoais. E depois de receber o dinheiro, o estelionatário desaparece e não é mais visto pelas vítimas.
O corregedor do Detran, Walber Virgulino, destacou que as pessoas que querem tirar CNH devem procurar os meios legais. E alertou que as vítimas do golpe devem procurar o Detran.
A ‘Operação Print’ recebeu esse nome por causa da máquina que imprime as carteiras de habilitação. Pois o suspeito do golpe diz aos clientes que tem o poder de fazer o documento .
Em março do ano passado, 15 pessoas foram presas durante a ‘Operação Medusa’, que desarticulou um grupo que também atuava na fraude de carteiras de habilitação. Os alvos foram funcionários do Detran, donos de auto escolas e despachantes.
A estimativa é de que cerca de 100 mil carteiras tenham sido expedidas de forma ilegal. Os documentos eram vendidos por R$ 1.500 para analfabetos e até para pessoas de outros estados que não precisavam vir à Paraíba para se submeter às provas exigidas.
G1

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress