Polícia desarticula grupo de extermínio; ordens dos crimes partiam PB1.

Polícia Civil conseguiu prender mais quatro dos dez acusados de formar um suposto grupo de extermínio na cidade de Mari, na região da Mata paraibana, distante 65 km da Capital.Segundo um dos presos, a ordem para execução partia de dentro do Presídio de Segurança Máxima PB1, em Jacarapé.

A operação foi realizada nesta terça-feira (14/02), mas já vinha sendo investigada – sob sigilo – desde janeiro deste ano. De acordo com informações do delegado de Mari, João Amaro, um homem identificado apenas como Olimar e conhecido como “Mago” foi preso no início do mês passado acusado de homicídios.

“Dos vinte crimes cometidos na cidade de Mari ele confessou 12 e nominou todos os seus comparsas”, disse o delegado.

Ao todo, a quadrilha tem cerca de 10 integrantes. Apenas quatro deles foram detidos até o momento, mas a polícia segue em diligências. Ainda segundo João Amaro, a ordem dos homicídios parte de dentro do presídio PB1 pelo preso identificado apenas como Juca.

“Esse Juca, que está preso no PB1, em João Pessoa, dá a ordem para os crimes serem cometidos na cidade de Mari. Cerca de 90% deles dizem respeito ao tráfico de drogas”, declarou. Da Redação do pb.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress