Publicidade

Homem detido em Campina Grande é suspeito de participar de assassinato do sargento no dia 12 de junho.

Um homem foi preso na manhã desta sexta-feira (17) suspeito da morte do sargento da Polícia Militar assassinado no dia 11 de junho deste ano na cidade de Queimadas, no Agreste da Paraíba. De acordo com a Polícia Civil, Alisson Lopes da Silva estava escondido em uma casa localizada na “Favela do Papelão”, zona periférica de Campina Grande.

Segundo a Polícia Civil, o homem é um dos suspeitos de terem participado da morte do sargento da PM Francisco de Assis Marinho, de 51 anos, morto a tiros no dia 12 de junho no bairro do Ligeiro, em Queimadas. A vítima voltava para casa depois de trabalhar a noite no Parque do Povo, durante o São João 2018 de Campina Grande.

O delegado Iasley Almeida, responsável pelo caso, disse que há ainda um terceiro suspeito envolvido na morte do sargento. Após investigações da Polícia Civil, o homem foi identificado como José dos Santos Aquino e continua foragido.

A Polícia Civil de Queimadas informou que qualquer informação sobre o paradeiro do terceiro suspeito do crime, pode ser repassada para a polícia através do 197.

Outro suspeito da morte do sargento foi preso no dia 21 de junho

De acordo com a Polícia Civil, Alisson Lopes é o segundo suspeito preso pela morte do sargento. O primeiro suspeito, Leandro Farias, foi detido pela polícia no dia 21 de junho. Além da morte de Francisco de Assis, ele é suspeito de outros três homicídios.

Ainda segundo a polícia, o suspeito teria tomado conhecimento que estaria sendo investigado pela morte do sargento e teria ido até a delegacia para prestar esclarecimento em forma de defesa, mas quando chegou ao local, descobriu que já havia quatro mandados expedidos contra ele. Ainda de acordo com a Polícia Civil, o homem é considerado um criminoso de alta periculosidade.

Relembre o caso

A morte do sargento da Polícia Militar, Francisco de Assis Marinho, ocorreu no dia 11 de junho. De acordo com a polícia, a vítima estava chegando em casa, na cidade de Queimadas, durante a madrugada, depois de ter trabalhado a noite inteira no policiamento do São João 2018 de Campina Grande, no Parque do Povo. O carro do policial foi levado e depois foi encontrado abandonado.

Segundo a PM, o sargento foi atingido por dois tiros, um no tórax e um na cabeça. Os policiais que chegaram ao local ainda socorreram a vítima para o Hospital de Trauma de Campina Grande, mas ele não resistiu aos ferimentos e morreu por volta das 2h20. Francisco de Assis Marinho tinha 27 anos de serviço e era lotado no 2º Batalhão da Polícia Militar.

G1PB

Comente usando o Facebook

Publicidade