Secretaria da Fazenda apreende R$ 1,5 milhão em operação em São Bento; 12 pessoas foram presas

A Operação Terceiro Mandamento desmontou uma complexa organização criminosa que criava empresas de fachadas.

A Operação Terceiro Mandamento, deflagrada na manhã desta quinta-feira (7) pelo Núcleo de Combate à Sonegação Fiscal da Paraíba, apreendeu cerca de R$ 1,5 milhão e 10 caminhões de uma organização criminosa que criava empresas de fachadas em São Bento. A operação conta com o apoio do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco), Polícia Militar e Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Em contato com o ClickPB, o secretário estadual da Fazenda, Marialvo Laureano, explicou que a organização era dividida em núcleos de atividades, dentre eles, o Gerencial e o de Falsificação, responsável por possibilitar a circulação e entrada na Paraíba.

“Tem um núcleo administrativo que fazia a interação com os fornecedores do sul e sudeste, fazendo a integração com as empresas de São Bento, que vendia para todo o país. No núcleo de falsificação era fabricado RG e CPF. Eles abriram mais de 80 empresas com documentos falsificados. Algumas empresas utilizavam laranjas e outras utilizavam fantasmas, pessoas que não existem mesmo”, disse.

O secretário conta que também havia o núcleo dos contadores, que providenciava a abertura das empresas, e o núcleo dos fornecedores, que era composto por grandes empresas que chegaram a comercializar mais de R$ 200 milhões na Paraíba.

“Os grandes empresários de São Bento recebiam e vendiam. Eles ganharam tanto dinheiro que hoje são donos de indústria têxtil e postos de gasolina. Tudo com dinheiro lavado, sonegado”, disse Marialvo.

A Polícia Federal prendeu 12 pessoas, sendo 11 na Paraíba e uma no Mato Grosso do Sul, incluindo empresários, contadores e despachantes. Duas pessoas estão foragidas, sendo uma delas investigada pela Polícia Civil da Paraíba, que realiza buscas em João Pessoa.

Foram cumpridos 39 mandados judiciais, nos Estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Mato Grosso do Sul, sendo 25 de busca e Apreensão e 14 de Prisão, todos eles oriundos da 2ª Vara Mista de Sousa. Ao todo, foram mobilizados mais de 250 agentes públicos, dentre policiais civis, militares e rodoviários federais, auditores fiscais estaduais, promotores de Justiça e demais servidores públicos.

O Núcleo de Combate à Sonegação Fiscal do Estado da Paraíba é formado pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), através da Gerência de Combate à Fraude Fiscal, Ministério Público da Paraíba (MPPB), por meio da Promotoria de Justiça de Crimes Contra a Ordem Tributária, Secretaria de Segurança e Defesa Social, pela Delegacia de Crimes Contra a Ordem Tributária.

Veja vídeos da Operação Terceiro Mandamento:

ClickPB

Comente usando o Facebook