Publicidade

“A Paraíba foi levada de vez pelo mar de lama da corrupção”, disse  estarrecido o deputado estadual Walber Virgolino (Patriotas) após ouvir áudios vazados nas redes sociais com trecho de conversas de secretários estaduais do Governo do Estado.
Para o deputado, os desvios na saúde pública, na educação, as conversas espúrias entre secretários de estados e o procurador geral, revelam a promiscuidade entre agentes políticos. “São condutas gravíssimas que exigem explicações, investigações e punições”, disse. “João Azevedo encontra-se no limite tênue entre a inocência e a conivência, razão pela qual tem a obrigação de exonerar Livania Farias, Waldson Souza e Gilberto Carneiro, objetivando demonstrar transparência, probidade e respeito ao povo paraibano”, completou.

Ainda segundo o parlamentar, a situação do Governo do Estado se agrava a cada dia, obrigando ao Ministério Público, Judiciário e Legislativo a saírem da zona de conforto e firmarem compromisso com o interesse público e com a moralidade. “Existem indícios suficientes para a decretação da prisão preventiva dos 3 secretários envolvidos, pois são apenas a ponta do iceberg”, disse Walber. “Sem medo de errar, estamos diante de um dos maiores esquemas de corrupção do Brasil, podendo atingir, inclusive, a credibilidade e imparcialidade de outros poderes. Quanto mais mexe, mais fede e mais agentes públicos são envolvidos”, concluiu.

Paraíba Rádio Blog

Comente usando o Facebook

Publicidade