Apadrinhados de deputados mamam nas tetas do governo

Pegou muito mal.  A denúncia não foi feita por qualquer um e mostra que não existe mais cooperativismo no legislativo estadual.Se ainda houvesse a deputada progressista Daniella Ribeira não teria dedurado seus colegas parlamentares de diversas legendas partidárias, em especial a bancada de situação, o bloco governista.
Daniella levou a público uma denúncia contra diversos deputados estaduais e envolveu, ainda, dois parlamentares da bancada federal, ambos do bloco do governo do Estado.
Foram citados nominalmente os deputados Toinho do Sopão (PTM), Antônio Mineral (PSDB), Branco Mendes (DEM), Doda de Tião (ex-PMDB), Tião Gomes (PSL), Romero Rodrigues (PSDB), Domiciano Cabral (DEM).
E mais: Assis Quintans (DEM), Genival Matias (PT do B), João Gonçalves (PSDB), João Henrique (DEM), José Aldemir (DEM), Lindolfo Pires (DEM) – deputado licenciado e chefe do governo – e Wilson Braga. Estão, ainda, na “tramóia” a vereadora pessoense Raissa Lacerda (PSD) e Otávio Bernardino, vereador de Santa Rita.
Os parlamentares são acusados pela deputada Daniella Ribeira de inchar a folha de pagamento do Estado, com aval do Palácio da Redenção.
Não se trata de uma denuncia vazia. Daniella entregou um dossiê ao Ministério Público, farto de uma documentação com mais de um quilômetro de nomes atualmente ocupando cargos comissionados no Estado, a pedido dos deputados citados acima.
O clima vai esquentar na volta das atividades legislativas em fevereiro.Marcone Ferreira.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress