Crise do Jampa Digital repercute em Pernambuco e ameaça Eduardo Campos.

Nesta quarta-feira, 28 , o Jornal do Comercio, de Pernambuco trouxe na coluna de Tecnologia matéria sobre a repercussão do caso Jampa Digital. Segundo a jornalista Mona Lisa Dourado, a crise do Jampa Digital agora ameaça também o governo pernambucano. Em seu texto, a jornalista cita ainda os milhões referentes a negociação entre a Idéia Digital e o governo de Pernambuco. Leia agora a matéria na íntegra:

Sobrou para Pernambuco

O resultado só sai em 45 dias, mas a Controladoria Geral do Estado (CGE) já analisa o contrato da empresa Idéia Digital Sistemas, Consultorias e Comercialização LTDA. Com o Governo de Pernambuco. A empresa é acusada de superfaturar equipamentos e pagar propinas, entre outros problemas, no contrato com a Prefeitura de João Pessoa para implantação de acesso à internet sem fio e gratuita na cidade. O projeto, batizado de Jampa Digital, nem sequer funciona, conforme denúncia do programa Fantástico, da Rede Globo, feita no último domingo.

O lamaçal respingou em Pernambuco porque o executivo da Idéia flagrado pela reportagem sugere o uso da ata de registro de preços utilizada no Estado como referência para evitar a realização de outras licitações. Por aqui, a Idéia foi contratada para prover infraestrutura de rede, processamento de informações e tablets para as salas de aula de escolas públicas estaduais. Até agora, apenas três dias após o fato, ainda não há nada que indique haver irregularidades na negociação com o governo de Pernambuco.

Considerando que a Idéia já recebeu R$ 14,3 milhões e outros R$ 126,2 milhões devem ser pagos até o fim do ano do ano, é necessário agilidade do CGE a fim de evitar um possível achaque ao dinheiro dos contribuintes pernambucanos. Nunca é demais lembrar que outra licitação convocada pelo governo do Estado, a de aquisição de tablets para estudantes, foi cercada de polêmica há bem pouco tempo.

Da Redação com Jornal do Commercio

 

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress