Publicidade

Anunciada pela própria presidente Dilma Rousseff (PT) em sua viagem ao Peru, a reforma ministerial do final do ano ou início do próximo, deve mesmo render mais um ministério para o PMDB. Essa semana a presidente Dilma Rousseff deve se reunir com o vice-presidente Michel Temer (PMDB) para discutir o espaço do partido na reforma ministerial.

De acordo com o jornal ‘O Globo’, o PMDB também deve ganhar mais uma vaga na Esplanada com a entrada do senador Vital do Rêgo (PB) no Ministério da Integração Nacional, que era comandado pelo PSB, que deixou a coalizão do governo para lançar o presidente da legenda e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, à Presidência. Ainda segundo a matéria, Dilma usará a reforma para amarrar aliados ao seu projeto de reeleição, mas não quer nomear novos ministros apenas para facilitar a montagem de palanques estaduais.

A reforma ministerial do final do ano ou início do próximo pode levar o ministro Aloizio Mercadante (Educação) para o comando da Casa Civil. Outra troca em análise é a nomeação do empresário Josué Gomes da Silva, filho do ex-vice-presidente José Alencar, para o lugar de Fernando Pimentel no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Dilma fará mudanças na equipe daqui a dois meses para substituir os ministros que vão disputar a eleição em 2014 A ida de Josué, que recentemente se filiou ao PMDB, para o ministério teria duplo significado: agradar o partido do vice Michel Temer e criar uma ponte com o setor empresarial, descontente com o governo Dilma.

Ainda segundo a matéria, Dilma deve enfim nomear também o senador Vital do Rêgo para o Ministério da Integração Nacional, prometido ao partido desde a saída do PSB do governo. Com isso, agradaria Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado e os líderes peemedebistas que fizeram a indicação de Vital.

Redação/PBAgora

 

 

 

 

 

 

Comente usando o Facebook

Publicidade