Dupla filiação pode tirar vereadora da disputa.

Vereadora com destacada atuação, Eliza Virgínia (foto) poderá perder o direito de concorrer a reeleição na campanha de outubro por causa de sua dupla filiação partidária.Eliza está filiada ao PPS e PSDB. Por isso, o juiz da 77ª Zona Eleitoral, Eslu Eloy Filho, ordenou a anulação da filiação partidária da vereadora pessoense.
Não é uma decisão final. Eliza ainda poderá recorrer da decisão junto a Justiça Eleitoral, mas não deixa de ser uma dor de cabeça a mais para a vereadora.
“Vou saber o que aconteceu, porque quando me afastei do PPS para me filiar ao PSDB fiz tudo com base no que determina a lei. A não que tenham perdido o meu processo”, disse espantada quando da informação sobre o assunto.
Tomada em 16 de dezembro passada, a decisão do juiz Eslu Eloy Filho foi publicada nesta quarta-feira (11) no Diário Oficial do Tribunal Regional Eleitoral (TRE).
Por causa da dupla filiação, ambas foram declaradas nulas porque ferem o art. 22, do parágrafo único, da Lei 9.096-95 e arts 12, da Resolução 23.117-2009, do Tribunal Superior Eleitoral.
Ela culpa o seu antigo partido, o PPS, por não ter atualizado a lista dos filiados da legenda. Vai começar uma luta extra campanha eleitoral.
Quer dor de cabeça maior do que essa.
Marcone Ferreira

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress