Publicidade

Com o fim das eleições ordinárias para presidente da República, a pré-campanha no município de Cabedelo começa a se afunilar e alguns nomes já se confirmam para entrar na disputa para prefeito da cidade, que viverá um pleito suplementar em função da renúncia do ex-gestor Leto Viana, preso na Operação Xeque-mate. Até ontem quatro pré-candidatos já haviam batido o martelo sobre participar da eleição. Eneide Régis é o nome mais recente a confirmar participação na disputa.

Ela é pré-candidata pelo PSD, da ex-deputada Eva Gouveia, que avalizou a postulação e assegurou que o partido participará ativamente do processo eleitoral em Cabedelo. Eva disse ser fundamental que a legenda busque a melhor aliança para o pleito municipal. A pré-candidata Eneide Régis agradeceu a confiança depositada pela legenda. “Ter a aprovação de Eva Gouveia, do meu partido, só me fortalece para entrar nessa disputa. Temos muitas propostas para apresentar à nossa cidade. A corrupção tirou muitos anos de desenvolvimento de Cabedelo e nós vamos recuperar isso. Eu sou uma pré-candidata ficha limpa, que nunca teve o nome envolvido em nenhum ato desonroso e, por isso, me coloco à disposição para concorrer ao cargo de prefeita. Cabedelo está tendo uma nova chance, uma chance de acertar”, afirmou.

Quem também anunciou pré-candidatura foi o vereador José Eudes (PTB), que usou a tribuna da Câmara para informar que está na briga pela prefeitura. “Quero informar que estou à disposição. Sou pré-candidato para discutir esse processo de forma democrática. E com tanta luta, mesmo os nossos adversários são cientes do que temos passado. Sou um dos principais responsáveis por tudo que aconteceu em Cabedelo. Pelo respeito, pela coragem. Nossa cidade está sendo passada a limpo”, disse Eudes durante a sessão. Ela conta com o provável apoio do presidente eleito Jair Bolsonaro,q ue ganhou nesta cidade, nestas eleições de 2018. 

Os outros dois nomes confirmados para concorrer a Prefeitura de Cabedelo são o prefeito interino Vitor Hugo (PRP) e Marcos Patrício, do Psol. Ambos oficializaram a pré-candidatura logo após a renúncia de Leto Viana. Vítor Hugo já está, inclusive, em busca de um vice, que pode sair do PSB, do governador Ricardo Coutinho.

Comente usando o Facebook

Publicidade