PT e a esquerda levam pancada na CPI das Fake News

A esquerda sentiu o baque no depoimento nesta terça (11) de Hans River do Rio Nascimento na CPMI das Fake News.

Convocado pelo PT para explicar disparos na campanha de Bolsonaro, Hans River não só negou, como afirmou ter feito disparos para as campanhas de Haddad e Meirelles.

A esquerda sentiu o baque no depoimento de Hans River do Rio Nascimento, que afirmou na CPI das Fake News que a Yacows também fez disparos em massa para candidatos do PT.

Márcio Jerry (PC do B-MA) reagiu desesperado: “Há alguma coisa que o senhor falou ou omitiu aqui, nesta tarde, que queira refazer, para que não seja incurso como cometendo crime?”

Luizianne Lins (PT-CE) apelou para o lado sentimental, pelo fato de Nascimento ter diabetes. “O governo Bolsonaro tem tirado sistematicamente a insulina das farmácias populares.”
Em 2018, partidos de oposição acusaram a campanha de Jair Bolsonaro de abuso de poder econômico e utilização indevida meios de comunicação social, pelo disparo em massa, supostamente bancado por empresários, de mensagens com propaganda eleitoral.

Comente usando o Facebook