Santiago diz que ainda acredita na possibilidade de retornar ao Senado.

O ex-senador paraibano, Wilson Santiago (PMDB), falou nesta sexta-feira (20) sobre a ação contra a diplomação do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), que está em tramitação no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Santiago disse ainda ter esperanças de retornar ao Senado, uma vez que houve resultados positivos em dois casos semelhantes ao dele.

– Acredito nisso, pois dois casos idênticos já foram nessa linha, ou seja, a suspensão da Lei da Ficha Limpa não é eternamente, foi por um período, e a partir do instante em que qualquer um dos candidatos não tiver preenchendo os requisitos da lei, ele está inelegível – argumentou o peemedebista.

Questionado sobre a possibilidade de desistir da ação, Santiago disse que mesmo que quisesse retirar o processo não poderia, pois ele não foi o autor da ação.

– Eu não sou o autor da ação. A ação principal, no caso do indeferimento do registro, foi de iniciativa de vários partidos e do Ministério Público. Então, a ação só pode deixar de existir em caso de desistência de todas as partes – explicou Wilson.

Ele afirmou ainda que “mesmo que os partidos e os interessados desistam das ações, o TSE tem se posicionado contrário a isso, entendendo que essas ações são de interesse público”.

As declarações de Wilson Santiago repercutiram na Rádio Campina FM.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress