UPA DE INGÁ: Reunião no Ministério Público busca regularizar Consórcio Intermunicipal que garante atendimento 24 h a seis cidades

O Ministério Público de Ingá, na pessoa da promotora de justiça Dra. Claudia Cabral Cavalcante, promoveu importante reunião na manhã desta terça-feira (28), envolvendo os prefeitos de Ingá, Riachão do Bacamarte, Itatuba e Serra Redonda, e representantes de Mogeiro, Juarez Távora e Juripiranga, juntamente com os secretários de saúde, membros do Conselho Municipal de Saúde e procuradores, tendo como pauta garantir a sobrevivência da UPA de Ingá, com a regularização do consórcio intermunicipal, através dos termos de convênio autorizadores dos repasses financeiros dos municípios usuários desse sistema de saúde, ao município sede.

Dra. Claudia abriu a reunião agradecendo a presença das autoridades e informando-lhes da situação e do objetivo da reunião. A promotora convocou o ex-secretário Jammes Araújo que fez uma explanação sobre todo o processo histórico da concepção e construção da UPA, passando por todos os entraves  burocráticos e financeiros, até chegar à inauguração e efetivo funcionamento. Jammes também falou sobre a sistemática dos atendimentos e referencias ao PPI (Programação Pactuada e Integrada).

A secretária municipal de saúde Virginía Leite explanou sobre o serviço prestado na UPA de Ingá, a média de atendimento de cada município, as quantidades de procedimentos, os insumos utilizados e valores, entre outros itens pertinentes. 

Diante das explanações fica evidente que a UPA de Ingá é altamente deficitária do ponto de vista financeiro, sendo impossível um município do porte de ingá mantê-la sozinho, ficando depende sempre de indicação de emendas parlamentares.

Os prefeitos e procuradores também argumentaram sobre a situação de cada um e reconheceram a necessidade de repactuar e regularizar o consórcio intermunicipal para que as populações dos seis municípios usuários do sistema continuem recebendo um serviço de saúde de urgência e emergência de qualidade. 

Prefeitos Ari, Robério, Chicão, Josmar e promotora Dra. Claudia

Ao final, após a mediação da Dra. Claudia Cabral Cavalcante, os prefeitos demonstraram mais uma vez união e colocaram a termo um acordo para contribuir com a manutenção do serviço de saúde 24 horas de Ingá, que salva vidas. 

Dra. Claudia comemorou o resultado positivo da reunião com postagem em rede social:

“Obrigada meu Deus por nós fazer instrumento da tua vontade em favor dos mais carentes ”

Ingá Cidadão

Comente usando o Facebook