Veneziano volta ao banco dos réus na próxima terça; TRE pauta julgamento.

Depois de uma semana atribulada com anúncio de sua candidata a prefeita de Campina Grande, sem dúvida não será na próxima que o prefeito de Campina Grande, Veneziano Vital, terá sossego. É que está pautado para o próxima terça-feira a retomada do julgamento do recurso impetrado por Rômulo Gouveia (PSD), que tenta cassar o diploma do gestor, consequentemente seu mandato.

A análise do recurso foi interrompido no dia 13 de dezembro, após pedido de vista do juiz Miguel de Brito Lyra. Antes da interrupção, o relator do processo, juiz João Batista Barbosa, se posicionou a favor do recurso, em sintonia com o pedido de cassação do gestor campinense. “Entendo que restou muito bem configurado o abuso de poder político com viés econômico”, disse o relator.

O prefeito é acusado de abuso de poder político e captação ilícita de sufrágio na campanha à reeleição, em uma situação que ficou amrcada como “Caso Maranata”. Absolvido por 4 X 2 no processo principal, o PSDB (à época, partido de Rômulo) entrou com recurso contra a decisão.

O caso – A denúncia dá conta que o prefeito Veneziano teria depositado dinheiro do Fundo de Saúde na conta da Construtora Maranata e esta teria repassado o mesmo valor (R$ 50 mil) para a conta de campanha do prefeito e candidato à reeleição. Pelo que se alega, a empresa teria feito o deposito por meio de um terceiro para evitar problemas com a Justiça Eleitoral. MaisPB ,

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress