Tribunal de Justiça da Paraíba pode sofrer intervenção do CNJ.

A ministra Eliana Calmon, corregedora do Conselho Nacional de Justiça, informou a este portal que não só o Tribunal de Justiça da Paraíba, mas qualquer outra corte que eventualmente tenha cometido irregularidades no pagamento de precatórios, poderá sofrer um processo investigativo, culminando, inclusive, com a intervenção do CNJ nas suas atividades.