Um exemplo de honestidade

O que você faria caso estivesse caminhando tranquilamente pelas ruas de sua cidade e de repente encontrasse no chão um pacote contendo R$ 1.600,00 (mil e seiscentos reais)?

1 -Colocaria no bolso e saía caladinho?

2 – Verificaria se havia alguma identificação no pacote e procuraria o dono?

Pois é, foi isso que aconteceu com o Sr. Manoel do Nascimento, mais conhecido como “Pé Seco”, 46 anos, ingaense, pessoa com recursos escassos e que mora praticamente de favor na casa de pessoas amigas. “Pé Seco”, vinha caminhando por volta de sete horas da noite e de repente encontrou um pacote no chão em frente a Agencia dos Correios de Ingá,  e apanhou.

"Pé Seco" mostra onde encontrou o pacote com dinheiro à noite

Ao abrir, espantou-se ao constatar que havia mil e seiscentos reais. Analfabeto, não pensou duas vezes, mesmo sendo criticado e chamado até de otário, procurou algumas pessoas para ajudá-lo a ler o que estava escrito ali. Constatou-se que no pacote havia a identificação de número de conta e banco do provável documento de depósito. Em seguida, descobriu seu verdadeiro dono, o Sr. Luiz Marinho dos Santos Neto, proprietário da Panificadora Vitória. Na mesma noite, por volta das nove e meia, Pé Seco encontrou o dono do dinheiro e o devolveu. Sr. Luiz Marinho, ficou muito agradecido, o gratificou com R$ 100,00 (cem reais) e comprometeu-se que enquanto existir sua panificadora na cidade, em gratidão e reconhecimento pelo seu ato de honestidade, o Sr. Manoel Nascimento, “Pé Seco” terá o direito de receber diariamente, o equivalente a um real de pão pelo resto de sua vida.

 

 

O Dono do dinheiro, comerciante Luiz Marinho, agradecido, recompensou Pé Seco.

 

Esse fato aconteceu no último dia 08 de dezembro de 2011, feriado nacional de Nossa Senhora da Conceição.

Bonito ato de honestidade do Sr Manoel Nascimento, bem como reconhecimento do Sr. Luiz Marinho dos Santos Neto, proprietário da padaria Vitória.

Hoje em dia não é muito comum ver atos de honestidade, principalmente no meio político.

Caro leitor, você faria o mesmo?

Comente.

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress