Escolas de Mogeiro e Alagoa Grande resgatam entre alunos o hábito de escrever cartas

As escolas Antônio José de Andrade e Firmo Santino da Silva, do município de Mogeiro e a Escola Caiana dos Crioulos, de Alagoa Grande, na região do brejo paraibano, realizaram o projeto “Trocando cartas”, pelo qual os alunos das escolas envolvidas escreveram cartas para seus colegas, com objetivo de levar aos estudantes a prática dessa forma de comunicação, aparentemente esquecida desde o advento da internet e do e-mail. “A correspondência virtual imprimiu aos nossos tempos um estilo de comunicação seco e direto, sem a intimidade característica das cartas outrora escritas à mão”, disse um dos professores envolvidos no projeto.

 No final do ano passado, os alunos do 4° e 5° anos se conheceram pessoalmente em Mogeiro. Na oportunidade, houve várias dramatizações e danças da cultura Afro, já que a Escola Caiana dos Crioulos fica em uma área quilombola em Alagoa Grande.

“A ideia também é intercambiar mostras da cultura das cidades”, explicou.

Caiana dos Crioulos é uma comunidade quilombola localizada na zona rural do município de Alagoa Grande, no estado da Paraíba. Contando com mais de 90% de seus habitantes com ancestralidade africana, a comunidade foi reconhecida em maio de 2005 como sendo um dos treze legítimos quilombos brasileiros pela Fundação Cultural Palmares.

Contava em 2007 com 522 pessoas, sobretudo crianças e adolescentes, que vivem de culturas de subsistência, além de criação de animais e plantação de frutas.

Tribuna do Vale

 

Comente usando o Facebook