Publicidade

Em sessão do Tribunal do Júri Popular da Comarca de Ingá, realizada na manhã desta quarta-feria (07), o Conselho de Sentença em sua soberana decisão afastou a ocorrência de um delito contra a vida (tentativa de homicídio), absolvendo o réu Manoel Alves de Barros, mais conhecido como Manoel Maurício.

A defesa do réu patrocinada pelos advogados Bisneto Andrade e Raff de Melo Porto levou a plenário a oitiva de testemunhas que ajudaram a elucidar o caso e as circunstâncias do caso ocorrido em 2017 no distrito de Chã dos Pereiras, município de Ingá, que teve como vítima Reginaldo Pereira da Silva. Atuou como representante do Ministério Público o promotor Edmilson de Campos Leite Filho.

júri fórum de IngáDiante do resultado apresentado por maioria dos sete jurados, a juíza presidente da sessão, Dra. Isabelle Braga Guimarães de Melo, sentencio por enquadrar o caso sob a Lei 10.826/2003, em seu artigo 14, aplicando-lhe uma pena de prestação de serviço à comunidade por dois anos e pagamento de multa, por porte ilegal de arma.

Confira a íntegra da sentença prolatada.

Senten%C3%A7a Manoel Alves De Barros

Ingá Cidadão   

 

  

Comente usando o Facebook

Publicidade