sábado, junho 22, 2024
spot_img
HomeDestaqueINGÁ: Polícia pensa em oferecer recompensa a quem apontar endereço de homem...

INGÁ: Polícia pensa em oferecer recompensa a quem apontar endereço de homem que matou mulher e jogou corpo em cacimbão

A pessoa que apontar o endereço correto e a polícia chegar a prender Eduardo Ferreira de Andrade, vulgo “Duca”, vai receber uma recompensa em dinheiro. Este homem está sendo procurado desde Julho de 2011 em todo país pela prática de um crime bárbaro ocorrido no dia 28 de Julho de 2011, na localidade Gameleira, distrito de Ingá, na Paraíba. O CRIME

Silvana de Andrade Alves, 30 anos, mãe de dois filhos, dona de casa, foi barbaramente assassinada a pauladas pelo próprio companheiro e teve o corpo jogado dentro de um cacimbão numa fazenda em Gameleira.

Familiares de Silvana contaram a reportagem da TV Correio que querem justiça, isso porque o acusado logo após o crime desapareceu da localidade. Eduardo, conhecido como “Duca”, na época do assassinato foi qualificado indiretamente através de familiares do mesmo.

O corpo de Silvana foi retirado do cacimbão por uma equipe do Corpo de Bombeiros. “Duca” pensou em tudo, inclusive, ocultar o corpo para que ninguém encontrasse. O cadáver estava no fundo da fossa com uma roda de pneu de trator amarrado ao corpo, impedindo assim que submergisse.

MANDADO DE PRISÃO

Hoje existe um mandado de prisão preventiva decretado pela justiça. O caso revoltou até mesmo a promotora de justiça de Itabaiana Maricelly Fernandes. “Peço a população que ajude a polícia prender esse homem o mais rápido possível. Esse monstro praticou um crime bárbaro e o lugar dele é na cadeia”, disse a promotora.

OUTRA PESSOA

A promotora Maricelly não acredita que “Duca” escondeu o corpo no cacimbão sozinho. “Ele teve a ajuda de alguém, isso porque ele têm uma deficiência física numa das mãos e não tinha como carregar o corpo, amarrar uma peça de trator no cadáver e sozinho jogar o corpo na fossa”, disse.

Silvana já tinha se separado do acusado por ele ser muito violento e agressivo. Diante da negativa de reconciliação “Duca” arquitetou tudo para atrair a ex-mulher até a fazenda onde trabalhava como administrador.

Ela chegando na fazenda pensando que ele iria lhe ajudar com dinheiro para o sustento dos filhos, foi agarrada pelos cabelos e levada para dentro de um galpão onde passou a ser espancada a pauladas.

Vizinhos ouviram o pedido de socorro de Silvana, inclusive, uma das mulheres correu até a casa da mãe de Silvana e contou que ouviu Silvana gritando para não morrer.

Comente usando o Facebook

DESTAQUES
spot_img
spot_img

Popular

plugins premium WordPress