Publicidade

Foi realizada nesta quinta-feira, 14 de maio, a 2ª sessão da 2ª reunião ordinária do Egrégio Tribunal do Túri da Comarca de Ingá, PB.

JURI Dois réus do município de Itatuba foram submetidos a julgamento: José Roberto Camelo e Auriceu Suterio da Silva, que respondem pelo crime de homicídio qualificado, que teve como vítima José Adauto da Silva.

O crime praticado com requintes de crueldade por quatro acusados, três homens e uma mulher, ocorreu no ano de 2013 no sítio Jucá Limpo, localizado na comunidade de Melancia, zona rural de Itatuba.

Na acusação atuou o promotor de justiça, Dr. Marinho Mendes e na defesa dos réus, os defensores públicos, Dr. Antonio Rodrigues e Dr. Paulo Celso. Tendo a presidência do juíz de direito, Glauco Coutinho Marques, titular da Comarca de Gurinhém, PB.

Após mais de 12 horas de depoimentos e debates entre promotor e defensores, o conselho de sentença formado por sete jurados, em sessão secreta votaram pela condenação dos réus.

DEBATE JURI

O juiz Glauco Coutinho dosou a pena definitiva em 18 anos de prisão em regime fechado para o réu Auriceu Sutério da Silva, assim como para seu irmão José Roberto Camelo da Silva, tendo este reduzido a sua pena em 6 meses devido ter confessado o crime, ou seja, 17 anos e seis meses.

Os defensores dos réus impetraram recursos que serão julgados pelo Tribunal de Justiça.

CONFIRA A LEITURA DA SENTENÇA PELO JUIZ DE DIREITO, GLAUCO COUTINHO

Ingá Cidadão

Comente usando o Facebook

Publicidade