Morre o humorista Chico Anysio aos 80 anos.

Morreu hoje (23), aos 80 anos, o humorista Chico Anysio. Ele estava internado desde dezembro do ano passado no Hospital Samaritano na Zona Sul do Rio. Ele estava no CTI do hospital carioca desde dezembro do ano passado por conta de um sangramento. Nos 65 anos de carreira, Chico Anysio criou mais de 200 personagens e foi um dos maiores humoristas do Brasil com destaque no rádio, na TV, no cinema e no teatro. Ele deixa oito filhos.

Anysio apresentou uma piora nas funções respiratórias e renal na quarta-feira (21) e voltou a respirar com ajuda de aparelhos durante todo o dia. O comediante vinha com problemas respiratórios desde o final de 2010, passando por várias internações, mas voltou a trabalhar no programa Zorra Total, ano passado, onde fazia Salomé, a gaúcha que conversava e aconselhava a presidente Dilma.

Internado na UTI do Samaritano, em dezembro, chegou a ter o problema controlado, mas apresentou uma infecção pulmonar e retornou à internação. Ele seguia em sessões de fisioterapia respiratória e motora diariamente, somadas a antibióticos.

Chico Anysio posa em sua residência, em São Paulo, em junho de 2009 (Foto: Leonardo Wen/Folhapress )
No final de 2010, ele foi levado ao mesmo hospital com falta de ar. Após uma obstrução da artéria coronariana ser encontrada, passou por uma angioplastia, procedimento para desobstrução de artérias. Após 110 dias, teve alta em março do ano passado.

Com fortes dores nas costas, o humorista foi novamente internado em novembro. Ficou no hospital durante cinco dias, para receber medicação intravenosa devido a problema antigo nas vértebras que provocava dor. No fim de novembro, teve febre e os médicos descobriram uma contaminação por fungos, tratada com antibióticos. No começo de dezembro, retornou ao hospital com infecção urinária e ficou internado por 22 dias. Um dia depois, voltou ao Hospital Samaritano.

Nos momentos mais críticos, quando esteve no hospital entre dezembro de 2010 e março de 2011, Chico necessitou da ajuda de aparelhos para respirar e se comunicava com médicos e familiares por meio de mímica. Durante o período pós-operatório, houve o diagnóstico de um tamponamento cardíaco, que acontece quando o sangue se acumula entre as membranas que envolvem o coração (pericárdio).

Durante o período de internação, que alternou momentos no CTI e em unidades intermediárias, Chico Anysio apresentou quadros de pneumonia e passou por sucessivas broncoscopias. As infecções foram tratadas com uso de antibióticos.

Antes, em agosto de 2010, o humorista precisou ser internado para a retirada de parte do intestino grosso após ser constatado um quadro de hemorragia no aparelho digestivo. Em maio de 2009, outra pneumonia o levou ao hospital.

Fonte: G1

 

Biografia

Francisco Anysio de Oliveira Paula Filho nasceu em 12 de abril de 1931 na cidade cearense de Maranguape. Construiu a carreira no Rio de Janeiro, para onde se mudou aos seis anos de idade.

Chico Anysio começou na Rádio Guanabara, como ator em rádio novelas de diversas emissoras. Seu talento para criar personagens o levou ao cargo de roteirista da extinta Atlântida Cinematográfica.

Estreou na TV Rio em 1957, com o Noite de Gala. Em 1959, estreou o programa Só tem Tantã, rebatizado meses depois de Chico Anysio Show.

Em 1968, ele foi para a Rede Globo, onde ficou nacionalmente conhecido, por programas como Chico City, Chico Total, Escolinha do Professor Raimundo e, mais recentemente, Zorra Total.

Chico Anysio ficou famoso pela criação de mais de 70 personagens, alguns inesquecíveis para o grande público como Alberto Roberto, o Professor Raimundo, Bento Carneiro, Bozó, Justo Veríssimo, Painho, Véio Zuza, Zé Tamborim, entre tantos outros.

Ele também se destacou como autor de romances, contos e peças de teatro, além de ser pintor de quadros, principalmente nos últimos anos de vida. Nos anos 2000, Chico fez participações em novelas globais, como Caminho das Índias, Pé na Jaca e Sinhá Moça.

Chico era casado com a empresária Malga Di Paula e pai de oito filhos: Lug de Paula, Nizo Neto, Ricardo, André Lucas, Cícero, Bruno Mazzeo, Rodrigo e Vitória, de cinco relacionamentos diferentes.

Em homenagem aos 60 anos de sua carreira, Ziraldo reuniu vários cartunistas e criou um livro chamado É Mentira, Chico?, com caricaturas dos personagens do humorista, além de um DVD, com especiais dos programas de Chico.

Em 2009, ele foi tema da escola de samba Unidos do Anil, do Rio de Janeiro, desfilando com o enredo Chico Total! Sou Anil e Faço Carnaval. Uma das últimas aparições do humorista na TV foi no especial Guerra e Paz, vivendo um padre. Em 2009, atuou no filme Se Eu Fosse Você 2 e dublou o protagonista da animação UP.

Terra

 

Comente usando o Facebook

plugins premium WordPress